Publicidade

Estado de Minas PARA 2021

A Ford está se transformando em uma importadora de automóveis?

Em sua gama atual no Brasil, marca importa quatro modelos e fabrica apenas três. Um quinto modelo importado já foi confirmado para 2021


05/12/2020 04:00 - atualizado 05/12/2020 11:26

O mais provável é que o Bronco chegue na versão Sport, produzida no México, em estrutura monobloco(foto: ford/divulgação)
O mais provável é que o Bronco chegue na versão Sport, produzida no México, em estrutura monobloco (foto: ford/divulgação)


A Ford confirmou a chegada do Bronco ao Brasil em 2021, provavelmente o Sport, vindo do México, além de duas novas versões de modelos importados: o Mustang Mach 1 e a Ranger Black. Questionada quanto aos planos para os produtos fabricados no Brasil, a fabricante foi vaga ao afirmar que pretende continuar a focar nos segmentos em crescimento.
 
Nos EUA, o Bronco tem motor 2.0 de 250cv ou 1.5 de 181cv(foto: ford/divulgação)
Nos EUA, o Bronco tem motor 2.0 de 250cv ou 1.5 de 181cv (foto: ford/divulgação)
 
 
Porém, nos últimos anos, a marca vem diminuindo sua participação e sua gama no mercado brasileiro, além de reduzir sua estrutura instalada no Brasil. No início de 2019, a Ford anunciou o fechamento da planta de São Bernardo do Campo, interrompendo junto a fabricação do Fiesta e dos caminhões Cargo. Atualmente, a marca fabrica apenas três modelos no Brasil: o Ka, o Ka Sedan e o EcoSport.
 
O interior do jipinho tem acabamento bom e multimídia Sync 3(foto: ford/divulgação)
O interior do jipinho tem acabamento bom e multimídia Sync 3 (foto: ford/divulgação)
 
 
Até mesmo o Ka, seu modelo de maior volume, responsável por quase metade de todas as suas vendas entre automóveis e comerciais leves em 2020, vem caindo pelas tabelas. Comparando suas vendas no acumulado até novembro com o mesmo período do ano passado, houve uma queda de 37,72%. Por mais que a pandemia do coronavírus tenha prejudicado o mercado automotivo brasileiro como um todo, a redução nas vendas do Ka foi superior à média do mercado de automóveis, que até novembro de 2020 caiu 30,57%.
 
Mustang Mach 1 chegará com motor V8 de 480cv e 58kgfm de torque(foto: ford/divulgação)
Mustang Mach 1 chegará com motor V8 de 480cv e 58kgfm de torque (foto: ford/divulgação)
 
 
Nos últimos anos, a marca deixou de importar para o Brasil modelos que chegaram a responder por um volume considerável – Fiesta Sedan, Focus, Focus Fastback (os três da Argentina) e Fusion (do México) –, mas que passaram a vender cada vez menos. Nesta lacuna foram entrando modelos importados de menor volume e que não gozam de benefícios de importação: Edge ST (Canadá), Territory (China) e Mustang (Estados Unidos). Dos quatro modelos importados, apenas a Ranger, fabricada na Argentina, responde por um volume considerável de vendas.
 
A Ranger Black tem visual escurecido por dentro e por fora(foto: ford/divulgação)
A Ranger Black tem visual escurecido por dentro e por fora (foto: ford/divulgação)
 
 
A participação da marca entre os automóveis e comerciais leves no mercado brasileiro também vem caindo nos últimos anos: em 2015, a Ford respondia por 10,24%; em 2016, a marca passou a deter 9,07%; em 2017, esse número cresceu um pouco, 9,52%; mas, em 2018, caiu para 9,17%; em 2019, uma nova queda, para 8,22%; neste ano, a Ford passou a responder por 7,15%. Os dados são da Fenabrave.
 
Procuramos saber o que a marca está fazendo para comunicar ao consumidor brasileiro que pretende continuar aqui e voltar a ser protagonista, mas a Ford achou mais interessante anunciar um investimento de US$ 580 milhões na planta argentina de Pacheco para a fabricação da nova geração da Ranger.
 
Além dos modelos citados, que não devem acrescentar muito volume nas vendas da marca, no fim de 2021, a Ford deve apresentar a nova geração do EcoSport, cada vez mais coadjuvante entre os SUVs compactos. As informações são do site Autos Segredos, antecipando que o modelo deixa de ser global e vai manter a arquitetura atual, apesar de ganhar distância entre-eixos maior.
 
O site especializado em segredos automotivos ainda crava que, em 2023 e 2024, a Ford terá dois SUVs de porte médio fabricados por aqui, sendo um com linhas que remetem a um cupê. Os projetos são locais e destinados apenas para a América Latina, com baixo custo (para o fabricante!) e aproveitando ao máximo as peças já usadas por aqui.

BRONCO SPORT Entre as novidades anunciadas para 2021, não ficou confirmado qual modelo da família Bronco viria para o Brasil, mas tudo aponta para que seja o Sport. Fabricado no México, o modelo viria sem imposto de importação. O SUV médio é fabricado em estrutura monobloco, diferentemente da releitura do modelo clássico, montada sobre chassis. Com 4,38 metros de comprimento e 2,67m de distância entre-eixos, a carroceria faz uma fusão entre as linhas retilíneas de um jipe e o porte de um utilitário-esportivo.
 
Nos Estados Unidos, o Bronco Sport conta com duas opções de motor: um 2.0 de 250cv de potência e 38kgfm de torque; e um 1.5 de 181cv e 26,2kgfm. Ambos com câmbio automático de oito marchas e tração 4x4. O interior é bem parecido com o dos SUVs da marca e traz uma tela de oito polegadas para comandar a central multimídia Sync 3. Alguns detalhes adicionam praticidade e originalidade ao modelo, como um porta-trecos fechado por zíper no encosto do banco dianteiro e um abridor de garrafa integrado ao vão do porta-malas.
 
MUSTANG MACH 1 A série especial do esportivo faz alusão a um pacote de performance das primeiras gerações do pony car. O motor V8 5.0 produz 480cv de potência e 58kgfm de torque. O câmbio padrão é manual de seis marchas, mas existe a opção de um automático de 10 velocidades. Suspensões e freios também são dimensionados para atender à performance. O visual é exclusivo, com uma dianteira mais mal-encarada, rodas pretas de 19 polegadas, aerofólio e spoilers.

RANGER BLACK Baseada no pacote de topo Limited, a nova versão agrega no visual, com praticamente todos os elementos pintados em preto. O interior também vai trazer vários detalhes escurecidos. Não foi confirmado, mas o motor deve permanecer o mesmo 3.2 diesel, com 200cv e 47,9kgfm, além de tração 4x4 e câmbio automático.
 
 
 

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade