Publicidade

Estado de Minas DESTAQUES

Três novidades que prometem

A semana foi marcada por importantes lançamentos da indústria automotiva, como a segunda geração da picape Fiat Strada, o hatch aventureiro VW Nivus e o sedã Caoa Chery Arrizo 6


postado em 27/06/2020 04:00

A pandemia do coronavírus atrasou o cronograma de lançamentos da indústria automotiva. O resultado foi uma semana que concentrou os principais lançamentos do ano, todos realizados por videoconferência. Quem abriu os trabalhos foi a Caoa Chery, com o sedã médio Arrizo 6 apresentado direto da fábrica de Jacareí (SP). Em seguida, a Volkswagen também ambientou a chegada do hatch aventureiro Nivus na planta de Anchieta (SP), todos a fim de mostrar que as fábricas já estão em funcionamento. Por fim, a Fiat apresentou a nova Strada, a picape mais vendida do país.

Arrizo 6: aposta no conteúdo

O sedã médio Chery Arrizo 6 tem dimensões generosas e o maior porta-malas da categoria, além de acabamento interno com materiais de qualidade (foto: Fotos: Chery/Divulgaçãoão)
O sedã médio Chery Arrizo 6 tem dimensões generosas e o maior porta-malas da categoria, além de acabamento interno com materiais de qualidade (foto: Fotos: Chery/Divulgaçãoão)

A Caoa Chery lançou o Arrizo 6 com preço promocional de R$ 98.400. O sedã médio faz o estilo fastback, com uma queda suave do teto até a tampa do porta-malas. Produzido no Brasil, na planta de Jacareí (SP), suas medidas são 4,67m de comprimento, 1,81m de largura e 1,49m de altura. Com 2,65 metros de distância entre-eixos, o Arrizo 6 tem bom espaço interno, além do maior porta-malas do segmento, com 570 litros.
 
O interior tem visual bastante limpo. Além da alavanca de câmbio, o console central traz freio de estacionamento por botão com função auto-hold. Os bancos são revestidos em couro com costura aparente, material que também enriquece o acabamento do painel e das portas. Os passageiros do banco traseiro contam com duas saídas de ar-condicionado e uma tomada USB.
 
O modelo traz sob o capô um motor 1.5 turbo flex com potências de 147cv (gasolina) e 150cv (etanol), e torque máximo de 21,4kgfm (g/e). O câmbio automático tipo CVT simula nove marchas. Disponível em versão única GSX (R$ 108.750), o modelo aposta na grande oferta de conteúdo para conseguir seu lugar no segmento, trazendo de série teto solar elétrico, chave presencial para destravar as portas e dar partida no motor por botão, comando de climatização a distância, câmera 360 graus, seis airbags, controles eletrônicos de tração e estabilidade e central multimídia de nove polegadas.

VW Nivus: Polo aventureiro?

O VW Nivus compartilha componentes com o hatch compacto premium da marca, mas espera convencer pelo visual e equipamentos(foto: fotos: VW/Divulgação)
O VW Nivus compartilha componentes com o hatch compacto premium da marca, mas espera convencer pelo visual e equipamentos (foto: fotos: VW/Divulgação)

Desenvolvido pela Volkswagen da América Latina, o Nivus foi lançado em duas versões. A partir das críticas a respeito do segmento em que o modelo se encaixa, a Volkswagen trocou o discurso de que o Nivus seria um “SUV cupê”, sustentando agora que ele criou um novo segmento entre os hatches premium e os SUVs de entrada.
 
Mas o Nivus está mais para uma versão aventureira do hatch compacto Polo, com quem compartilha as portas, o teto e muitas coisas do acabamento interno. E isso nós falamos sem querer desmerecer o Nivus, que ficou um hatch aventureiro cheio de personalidade. Outra vantagem de ser um Polo é herdar os bons predicados da plataforma MQB, com boas avaliações de segurança e tecnologia, além do conjunto mecânico formado pelo motor 1.0 turbo flex (com até 128cv de potência e 20,4kgfm de torque) e câmbio automático de seis marchas. A suspensão do Nivus ficou 2,7cm mais alta que a do Polo.
 
Seu porte é interessante, já que o comprimento de 4,26m é superior ao do T-Cross (4,20m), porém, sua altura de 1,49m é bastante inferior à do SUV, que tem 1,71m. Portanto, enquanto um tem pegada mais esportiva, o outro tem um caráter de fora de estrada. Já a distância entre-eixos é de Polo mesmo, 1,56m. Se o espaço interno é com o o do compacto Polo, o porta-malas é bem maior: 415 litros.
 
A versão Comfortline (R$ 85.890) traz de série seis airbags, controle eletrônico de estabilidade, saídas traseiras do ar-condicionado e USB para passageiros do banco traseiro. A versão Highline (R$ 98.290) acrescenta itens como chave presencial, controle de cruzeiro adaptativo, frenagem autônoma de emergência, ar-condicionado digital, rodas de liga leve de 17 polegadas, além do novo sistema multimídia VW Play com tela de 10 polegadas. O Nivus chega às concessionárias no início de agosto.

Fiat Strada: cheia de estilo

A segunda geração da picape compacta tem tudo pra se manter na liderança de mercado, pois chega com desenho atualizado e bom espaço na cabine e na caçamba (foto: fotos: Fiat/Divulgaç)
A segunda geração da picape compacta tem tudo pra se manter na liderança de mercado, pois chega com desenho atualizado e bom espaço na cabine e na caçamba (foto: fotos: Fiat/Divulgaç)

A Fiat finalmente lançou a segunda geração da picape Strada, que traz novo visual e mudanças nas dimensões, além da cabine Plus, que é um pouco maior que a simples, e a cabine dupla com quatro portas. São três versões de acabamento e duas opções de motorização, a 1.4 Fire e a 1.3 Firefly, ambas associadas ao câmbio manual de cinco marchas.
 
A frente da picape compacta traz elementos que remetem à intermediária Toro, mas revelam uma nova personalidade. As luzes DRL são de série desde a versão de entrada, mas os faróis com LED estão disponíveis somente na versão topo de linha. O capô da picape ficou mais alto, com vincos marcantes, conferindo um aspecto mais robusto. As laterais têm formas volumosas e trazem molduras de plástico nas caixas de rodas. Na traseira, as lanternas são semelhantes às da Toro e um estribo ajuda no acesso à caçamba.
 
A Nova Strada está mais alta, com 21,4cm em relação ao solo. Os ângulos também foram modificados, sendo o de entrada de 24 graus e o de saída de até 28 graus. Uma das soluções encontradas pela Fiat para aumentar o vão de carga da caçamba foi aumentar o espaçamento entre as torres da suspensão traseira. Com isso, a cabine Plus ficou com volume de 1.354 litros e capacidade de carga de 720 quilos (considerando a carga e dois ocupantes). Já a cabine dupla tem caçamba de 844 litros e capacidade de carga de 650 quilos, já que foi homologada para cinco ocupantes.
 
As versões Endurance são equipadas com o já conhecido motor 1.4 Fire, de 88cv (etanol) e 85cv (gasolina). O torque é de 12,4kgfm (g) e 12,5kgfm (e), ambos a 3.500rpm. A partir da versão Freedom, a picape passa a contar com o motor 1.3 Firefly de quatro cilindros, que desenvolve 109cv de potência a 6.250rpm e 14,2kgfm de torque com etanol, e 101cv a 6.000rpm e torque de 13,7kgfm a 3.500rpm com gasolina. Ambos associados ao câmbio manual de cinco marchas.
 
A versão Endurance cabine Plus (R$ 63.590) traz de série ar-condicionado, direção hidráulica, computador de bordo, volante com regulagem de altura, iluminação da caçamba, porta-escada, controle de tração (E-Locker), controle de estabilidade, auxílio de partida em rampa, luzes diurnas (DRL), rodas de aço de 15 polegadas e grade de proteção do vidro traseiro. A Endurance cabine dupla (R$ 74.990) acrescenta Isofix e airbags laterais.
 
A versão Freedom acrescenta de série rádio com entrada USB, comando de rádio no volante, vidros elétricos dianteiros, travas elétricas, alarme, retrovisores elétricos, capota marítima, faróis de neblina, direção elétrica, rodas de liga leve aro 15 polegadas, quadro digital com tela de 3,5 polegadas, chave canivete e tilt down. Com esse pacote, a Freedom cabine Plus custa R$ 69.490 e a cabine dupla R$ 77.990.
 
A versão topo de linha Volcano (R$ 79.990), oferecida somente com a cabine dupla, traz os itens da Freedom e acrescenta câmera de ré, sensor de estacionamento, vidros traseiros elétricos, barras longitudinais no teto, santantônio, tapetes de borracha, multimídia Uconnect de sete polegadas com wireless, Apple CarPlay e Android Auto, faróis de LED, bancos com revestimento em couro, rodas de liga leve de 15 polegadas e pneus de uso misto. Vale lembrar que a Fiat continuará vendendo a versão Hard Working com a carroceria atual da Strada, como versão de entrada, com preço de R$ 61.590.

*Leia as apresentações completas no www.vrum.com.br



Compartilhe no Facebook
*Apenas para assinantes do Estado de Minas

Publicidade