Publicidade

Estado de Minas PRÉ-VENDA

Audi lança o novo Q3 em três versões, a partir de R$ 179.990

SUV compacto Audi Q3 já está disponível em pré-venda, com motor 1.4 turbo, câmbio de dupla embreagem e bom pacote de equipamentos


postado em 23/11/2019 04:00

Novo Audi Q3 ganhou grade mais ampla e faróis full LED com formato mais estreito(foto: Chris Castanho/Audi/Divulgação)
Novo Audi Q3 ganhou grade mais ampla e faróis full LED com formato mais estreito (foto: Chris Castanho/Audi/Divulgação)

 

 

Da Chapada dos Guimarães (MT) – O novo Audi Q3, modelo 2020, já está disponível no Brasil em pré-venda, com preços que vão de R$ 179.990 a R$ 209.990. Com mudanças no visual, o SUV produzido na Hungria desembarca por aqui em três versões, todas equipadas com motor 1.4 TFSI de 150cv e câmbio Stronic de seis velocidades. A lista de equipamentos inclui sistemas de auxílio à condução e o MMI Radio Plus, multimídia com tela tátil.

 

As lanternas traseiras também são em LED e com formato horizontalizado(foto: Chris Castanho/Audi/Divulgação)
As lanternas traseiras também são em LED e com formato horizontalizado (foto: Chris Castanho/Audi/Divulgação)
 

 

Desde que foi lançado no Brasil, em 2013, importado, o Audi conquistou um público cativo no segmento de SUVs compactos premium. O modelo passou a ser produzido na fábrica de São José dos Pinhais, no Paraná, em 2016, mas no fim de 2018 a produção foi interrompida. A fábrica passou a se dedicar apenas à produção do A3. De 2013 até hoje, foram vendidas cerca de 25 mil unidades do Q3 no Brasil.

 

A distância entre-eixos cresceu em 7,7cm, chegando a 2,68m(foto: Chris Castanho/Audi/Divulgação)
A distância entre-eixos cresceu em 7,7cm, chegando a 2,68m (foto: Chris Castanho/Audi/Divulgação)
 

 

Agora, o novo Audi Q3 chega importado da fábrica de Gyor, na Hungria. O modelo traz algumas discretas mudanças no visual, mas sem alterar a identidade. A grade frontal octogonal ficou mais ampla e conferiu aspecto mais robusto ao SUV, que ganhou faróis full LED mais estreitos. As rodas de liga leve têm opções de 17 a 19 polegadas, de acordo com a versão. Na traseira, as lanternas também usam LED.

 

O acabamento interno mescla plástico emborrachado e couro Alcântara na versão topo de linha(foto: Chris Castanho/Audi/Divulgação)
O acabamento interno mescla plástico emborrachado e couro Alcântara na versão topo de linha (foto: Chris Castanho/Audi/Divulgação)
 

 

As dimensões do carro também foram modificadas. O SUV compacto agora é construído sobre a plataforma MQB, também usada pela Volkswagen, e tem 4,48m de comprimento, 1,86m de largura e 1,61m de altura. A distância entre-eixos também cresceu, 7,7cm, chegando a 2,68m. Com o aumento das dimensões, o porta-malas ganhou 70 litros em volume, alcançando 530 litros. Com o banco traseiro rebatido, pode chegar a 1.525 litros.

 

Houve ganho também no espaço interno, com assentos mais confortáveis e anatômicos. O acabamento mantém o padrão de qualidade Audi, com material emborrachado no painel e couro no revestimento dos bancos. O modelo traz de série banco traseiro rebatível e corrediço, com ajuste de inclinação do encosto. E quem senta atrás conta com saídas de ar-condicionado, duas entradas USB e tomada de 12V.

 

Espaço no banco traseiro é bom e os passageiros contam com entradas USB e saídas de ar-condicionado(foto: Chris Castanho/Audi/Divulgação)
Espaço no banco traseiro é bom e os passageiros contam com entradas USB e saídas de ar-condicionado (foto: Chris Castanho/Audi/Divulgação)
 

 

CONTEÚDO A versão de entrada é a Prestige (R$ 179.990), que traz entre os itens de série ar-condicionado, banco do motorista com ajuste elétrico, Audi Drive Select, bancos revestidos em couro, painel digital, sensores de luz e chuva, volante com shift paddles, assistente de partida em rampa, quatro airbags, controle de estabilidade, câmera de ré, sensor de estacionamento, rodas de liga leve de 17 polegadas, e multimídia MMI Radio Plus.

A versão intermediária é a Prestige Plus (R$ 189.990), que traz ainda ar-condicionado automático de duas zonas, Virtual Cockpit, pacote de luzes ambientes, sistema hands-free de abertura e fechamento do porta-malas, rodas de liga leve aro 18 polegadas e faróis e lanternas com LED.

 

A versão Black (R$ 209.990) é a topo de linha, e acrescenta bancos dianteiros esportivos com ajustes elétricos, revestimento em couro Alcantara, teto solar panorâmico elétrico, volante multifuncional com shift paddle, rodas de liga leve aro 19 polegadas, sensores de estacionamento com Parking Assist e Audi Sound System.

 

O motor que equipa o Audi Q3 é o 1.4 TFSI de 150cv e 25,5kgfm de torque(foto: Chris Castanho/Audi/Divulgação)
O motor que equipa o Audi Q3 é o 1.4 TFSI de 150cv e 25,5kgfm de torque (foto: Chris Castanho/Audi/Divulgação)
 

 

CONJUNTO MECÂNICO O novo Audi Q3 que será importado para o Brasil é equipado com o já conhecido motor 1.4 TFSI, um quatro-cilindros em linha, com turbo, que gera 150cv a 5.000rpm e torque de 25,5kgfm entre 1.500rpm e 3.500rpm. A tração é dianteira e o câmbio é o Stronic de dupla embreagem, com seis velocidades. O modelo acelera até 100km/h em 9,3 segundos, com máxima de 207km/h.

 

Para o teste de primeiras impressões, a Audi trouxe da Alemanha algumas unidades equipadas com motor 1.5 turbo, com a mesma potência e torque, associado ao câmbio Stronic de sete marchas. Com seus 1.580 quilos de peso, o SUV anda bem com o motor de 150cv. Claro que não tem desempenho empolgante, mas não decepciona nas arrancadas e retomadas de velocidade. O câmbio garante trocas de marchas suaves e faz o carro ficar mais esperto no modo manual.

 

O porta-malas foi aumentado em 70 litros, totalizando 530 litros(foto: Chris Castanho/Audi/Divulgação)
O porta-malas foi aumentado em 70 litros, totalizando 530 litros (foto: Chris Castanho/Audi/Divulgação)
 

 

As suspensões receberam um ajuste mais firme, privilegiando a estabilidade em curvas, mas sem comprometer o conforto de rodagem. Porém, a unidade testada apresentou muitos ruídos internos ao trafegar sobre pisos irregulares. A direção e os freios também foram bem calibrados. E para quem acha que o motor 1.4 turbo é pouco para o Q3, a montadora acena que posteriormente poderá voltar a oferecer a versão 2.0 turbo, de 230cv, associado ao sistema de tração integral quattro.

 

A Audi não descarta também a possibilidade de voltar a produzir o Q3 na fábrica de São José dos Pinhais, no Paraná, de onde atualmente sai apenas o A3. Enquanto isso não acontece, o modelo entrou em pré-venda nesta semana e a Audi oferece algumas vantagens para quem comprar o carro antes da chegada oficial em fevereiro. Aqueles que encomendarem o novo Q3 agora ganham valorização de R$ 10 mil no usado que entrar na troca e quatro anos de garantia.

(*) Jornalista viajou a convite da Audi 


Publicidade