Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Estado de Minas

RAPIDINHAS


postado em 25/05/2019 04:11

(foto: Fiat/Divulgação)
(foto: Fiat/Divulgação)

 

 

ISENÇÃO DE IPVA

A Fiat se deu bem

Na quarta-feira, quando foi assinado o compromisso de construção da nova fábrica de motores da Fiat em Betim, mais um importante anúncio foi feito. O governador Romeu Zema assinou, ainda, um decreto que isenta do IPVA veículos novos fabricados em Minas Gerais, mas com propulsão a gás natural veicular (GNV). Para ter direito ao benefício, a instalação deve ser feita no mesmo ano em que o carro for fabricado e deve ser apresentada a certificação dada pelo Inmetro. A medida caiu como luva para a Fiat, que relançou recentemente o Grand Siena com preparação para receber o kit GNV.

 

BOLT EM OUTUBRO

A Chevrolet anunciou que está previsto para outubro o início das vendas do Bolt EV, o primeiro carro elétrico da marca no país. O modelo 100% elétrico chega por R$ 175 mil e será vendido na versão Premier, a topo de linha. O Bolt EV foi apresentado no último Salão do Automóvel de São Paulo, no ano passado, e chegou a ser chamado ironicamente de “elétrico popular”, por combinar preço e autonomia semelhantes ao de um carro médio a combustão igualmente bem equipado. “No Brasil, o Bolt EV simboliza para nós o início da era da eletrificação. É o primeiro grande passo para um horizonte mais sustentável, seguro e conectado, alinhado com a visão de futuro da General Motors de zero emissão, zero acidente e zero congestionamento”, afirma Hermann Mahnke, diretor de marketing da GM Mercosul.

 

CLÁSSICO RECRIADO


A edição deste ano do Concorso d’Eleganza Villa d’Este, às margens do Lago Como, na Itália, terá uma bela surpresa. A BMW vai revelar a recriação do Garmisch, um carro-conceito clássico que foi projetado pelo designer italiano Marcello Gandini e que desapareceu após a sua estreia no Salão do Automóvel de Genebra em 1970. Os designers da montadora alemão não mediram esforços para serem fiéis ao modelo original, apesar de contarem com poucos documentos e imagens do modelo à época, mas as tecnologias de modelagem 3D ajudaram muito. Assim como BMW Garmisch original há quase 50 anos, o novo modelo foi construído por técnicos habilidosos em Turim, na Itália. A edição deste ano do Concorso d’Eleganza Villa d’Este termina segunda-feira e celebra o seu 90º aniversário.

 

PATINETES


A BMW também aderiu à onda dos patinetes elétricos, considerados uma opção inteligente de transporte urbano, rápido e livre de emissões. A fabricante alemã acaba de expandir sua gama de scooters elétricas compactas com o lançamento do novo BMW E-Scooter, um patinete desenvolvido por meio de uma parceria com a empresa Micro. Voltado para os públicos jovem e de terceira idade, o novo E-Scooter é dinâmico e eficiente, com autonomia de rodagem de 12 quilômetros e velocidade máxima de 20km/h. O patinete conta com dois sistemas de frenagem independentes e luzes dianteira e traseira embutidas. Pesa apenas nove quilos e seu design favorece a economia de espaço no transporte, pois pode ser facilmente dobrado. O motor de 150W e a bateria de íons de lítio ficam alojados entre a parte inferior da base do patinete e a roda traseira. A bateria leva apenas duas horas para carregar completamente. O E-Scooter chega ao mercado europeu a partir de setembro próximo e ainda não tem previsão de lançamento no Brasil.

 

 

ROBÔ DE ENTREGA


Os carros autônomos estão em evolução e em um futuro próximo farão volume pelas ruas e estradas do mundo. A Ford de um passo adiante e pensou em uma solução para facilitar as entregas de produtos que serão feitas com esses veículos. A montadora apresentou um robô desenvolvido pela Agility Robotics para trabalhar junto com os veículos autônomos. Chamado de “Digit”, tem duas pernas e braços, e caminha como um ser humano para levar as encomendas até a porta do cliente. O humanoide foi projetado para se dobrar automaticamente e ser transportado na traseira do veículo, entrando em ação quando ele chega ao seu destino para completar a última etapa da entrega. Consegue levantar pacotes com até 18kg, subir e descer escadas, andar em terrenos irregulares e até sofrer esbarrões sem perder o equilíbrio. Para mapear o ambiente e contornar obstáculos, além de câmeras e sensor óptico LiDAR, o androide usa outro recurso inovador: recebe informações sem fio do sistema de sensores e computação do veículo. O futuro já está aí!

 

 


Publicidade