Publicidade

Estado de Minas novela

Dira Paes: "Ser dona do próprio nariz é muito admirável"

Atriz elogia a elogia a personalidade da costureira Marta, sua personagem na novela "Ti ti ti"


30/05/2021 04:00 - atualizado 28/05/2021 19:17

Jacques Leclair (Alexandre Borges) e Marta (Dira Paes - foto) têm um passado mal resolvido. O acerto de contas entre os dois não tardará (foto: Alex Carvalho/Gglobo)
Jacques Leclair (Alexandre Borges) e Marta (Dira Paes - foto) têm um passado mal resolvido. O acerto de contas entre os dois não tardará (foto: Alex Carvalho/Gglobo)

Dira Paes guarda lembranças carinhosas de Marta, sua personagem em “Ti ti ti”, atualmente no ar nas tardes da Globo, no “Vale a pena ver de novo”. Releitura do folhetim homônimo de Cassiano Gabus Mendes (1929-1993), a versão exibida entre 2010 e 2011 explora a relação da costureira com Ariclenes/Victor Valentim (Murilo Benício). No decorrer dos capítulos, eles são apresentados como grandes amigos. No entanto, ao final da trama, nasce o amor entre os dois.

"A Marta tem esse perfil da mulher discreta, mas não menos guerreira. Ela consegue, com firmeza e trabalho, ser dona do próprio nariz. Isso é muito admirável", avalia a artista.

Além disso, Marta possui um passado mal resolvido com André/Jacques Leclair (Alexandre Borges). No folhetim, os dois tiveram um romance quando eram jovens. Ele, entretanto, a abandonou para se casar com uma mulher rica. A grande decepção fez a costureira passar a vida se dedicando aos filhos, Ângelo (Júlio Oliveira), Gabriela (Carolina Oliveira) e Amanda (Thaila Ayala), que é fruto do seu namoro com o estilista.

"Fiquei muito feliz com a volta de 'Ti ti ti' porque foi uma novela que amei assistir. Então, quando fui convidada para fazer, me senti honrada. É uma história leve, divertida, criativa e dinâmica, com personagens incríveis. Destacaria o acerto de contas entre Jacques Leclair e Marta como uma das cenas mais importantes", conta.

No passado, Marta foi a responsável por confeccionar as primeiras roupas criadas por Jacques Leclair. Assim, a mãe de Amanda se revelou uma costureira talentosa e refinada, que agora trabalha para o rival do ex-namorado, Victor Valentim. Segundo Dira, a principal inspiração para dar vida à personagem foi sua mãe, Flor Paes.

"As recordações são muitas. A gente tinha um núcleo muito movimentado na casa da Marta, que eram os filhos e o Ariclenes. Tive como inspiração para compor esse personagem a minha mãe, que é uma ótima costureira. Aquela coisa de usar óculos, viver em cima da máquina, é um perfil que vi repetidas vezes. O olho cansa de ficar firmando na máquina", relata.

APRENDIZADO 
“Ti ti ti” também traz para Dira Paes uma saudade: Jorge Fernando. O diretor da novela faleceu em outubro de 2019, aos 64 anos, após parada cardíaca. Para ela, trabalhar com o profissional era uma "escola diária".

"Jorginho tentava contagiar as pessoas com uma energia positiva. Como diretor, sempre levava a cena para a precisão da leveza e da comédia que o horário pedia, sem abrir mão da emoção. Ele era um maestro. E deixa muita saudade, não só como diretor de grandes novelas, de comédias, mas também como amigo, com um sorriso e um olhar que a gente não esquece nunca." (Estadão Conteúdo)


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade