Publicidade

Estado de Minas LIBERTADORES

Atlético busca a revanche contra o Cerro Porteño para chegar à liderança

Depois de golear o Tombense na semifinal do Mineiro, o Galo direciona suas atenções para o jogo de amanhã contra o time paraguaio, às 19h15, no Mineirão


03/05/2021 04:00

Depois de boa atuação em partida pelas semifinais do Mineiro, Hulk é a esperança de gols no ataque do Atlético na Libertadores(foto: Alexandre Guzanshe/EM/D.A Press)
Depois de boa atuação em partida pelas semifinais do Mineiro, Hulk é a esperança de gols no ataque do Atlético na Libertadores (foto: Alexandre Guzanshe/EM/D.A Press)


É bom o Galo ficar com a crista alta e bem atento. Não são boas as lembranças para o Atlético do último encontro com o Cerro Porteño, adversário paraguaio de amanhã, às 19h15, no Mineirão, pela terceira rodada do Grupo H da Copa Libertadores. Ainda que seja outro time e sob novo comando, a ideia de revanche, certamente, vai pairar sobre os torcedores, sem falar que o confronto também é uma disputa para saber quem assume a liderança da chave. Antes da bola rolar, a ponta está com o adversário, graças à vantagem no saldo de gols: 2 a 1. Ambos têm quatro pontos (uma vitória e um empate).

O gosto de revanche alvinegro é porque no último duelo, em 10 de abril de 2019, válido pela 4ª rodada da fase de grupos da Libertadores, o Cerro Porteño aplicou uma goleada de 4 a 1 no Atlético, no Estádio General Pablo Rojas, também conhecido como La Olla Azulgrana, em Assunção.

No gol estava Victor, o técnico era Levir Culpi e a distribuição tática do time era o 4-2-3-1. Do atual grupo atleticano, estavam presentes Guga e Igor Rabello, que foram titulares, Nathan entrou no decorrer da partida e Jair estava no banco de reservas. O único gol atleticano foi marcado pelo atacante Ricardo Oliveira. Os gols do Cerro Porteño foram de Marcos Acosta, Federico Carrizo, Victor Cáceres e Joaquin Larrivey.

Amanhã, em outro cenário, o torcedor atleticano espera por um Atlético cada vez mais produtivo e mostrando melhor desempenho, como tem ocorrido a cada jogo sob as orientações de Cuca e seu 4-3-3. Outra esperança está nos pés de Hulk, protagonista nos últimos jogos do Galo, pela Libertadores e pelo Campeonato Mineiro, marcando gols, sofrendo pênalti e dando assistências.

Depois de atropelar o Tombense no primeiro jogo da semifinal do Estadual, no sábado, por 3 a 0, no Independência, e aumentar ainda mais a vantagem para chegar a mais uma final da competição (pode perder por três gols no próximo sábado, no Mineirão), o Atlético também encara um Cerro Porteño motivado. Os paraguaios conseguiram resultado expressivo também no sábado, quando venceu o superclássico contra o maior rival, Olimpia, por 2 a 0, com gols de Mauro Boselli e Juan Patiño, já na etapa final, no Estádio Nueva Olla, em Assunção.

O técnico do Cerro Porteño, “Chiqui” Arce, escalou para o superclássico os principais jogadores da equipe. O único poupado foi o atacante Enzo Giménez. Mateus Gonçalves foi quem atuou como titular. Com a vitória, o Cerro chegou a 26 pontos, assumiu a terceira posição e ganhou força na briga pelo título do torneio Apertura. O Libertad, primeiro colocado, e o Olimpia, segundo, também têm 26 e levam vantagem em critérios de desempate.

JOGADORES DESCANSADOS

Portanto, motivação é o que não falta para que Atlético e Cerro decidam quem é o melhor time do Grupo H pela Libertadores daqui a algumas horas. A vitória será fundamental para o Galo assumir a ponta. Nas rodadas anteriores, o Cerro Porteño venceu o América de Cali por 2 a 0, em Bucaramanga, na Colômbia, e empatou por 0 a 0 com o Deportivo La Guaira, em Assunção. Já o time atleticano empatou por 1 a 1 com o Deportivo La Guaira, em Caracas, na Venezuela, e venceu o América de Cali por 2 a 1, no Mineirão.

Para este jogo, com tanto em disputa, Cuca não terá à disposição Nathan, que recebeu cartão vermelho direto depois de cometer falta dura em Moreno, contra o América de Cali, já no fim do confronto. Aliás, foi de Nathan o lançamento para Hulk sofrer o pênalti e abrir caminho para a vitória por 2 a 1. Contra o Tombense, o comandante atleticano poupou muitos jogadores, todos estarão descansados para fazer o melhor papel diante dos paraguaios.

Ontem, pela manhã, os jogadores treinaram na Cidade do Galo. Recuperado de pequena lesão muscular na coxa direita, o meio-campista Jair já está liberado pelo departamento médico e treinou com os demais companheiros. Já no treino da última quinta-feira, o atacante Marrony teve uma entorse no tornozelo esquerdo, e o meio-campista Calebe sofreu lesão muscular na região anterior da coxa esquerda. Ambos estão em tratamento na fisioterapia. Hoje, o treino será às 16h.

O jogo terá transmissão ao vivo do Fox Sports, canal disponível apenas em pacotes de TV fechada. E a arbitragem será do argentino Nestor Pitana, com os assistentes Ezequiel Brailovsky e Gabriel Chade. O quarto árbitro será Facundo Tello. O assessor de vídeo será Freddy Arellanos, do Peru.


*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade