Publicidade

Estado de Minas CAMPEONATO MINEIRO

Cruzeiro ignora favoritismo do Atlético e vence o clássico dos 100 anos

Com muita disciplina tática do começo ao fim da partida, os jogadores celestes conseguiram anular o ataque atleticano e garantiram importante vitória


12/04/2021 04:00 - atualizado 11/04/2021 22:18

O herói do jogo foi o atacante Airton, que recebeu passe de Rafael Sobis e marcou o gol da vitória(foto: Ramon Lisboa/EM/D.A Press)
O herói do jogo foi o atacante Airton, que recebeu passe de Rafael Sobis e marcou o gol da vitória (foto: Ramon Lisboa/EM/D.A Press)
 
 
“Futebol se resolve nos 90 minutos”. As primeiras palavras do jovem atacante Airton, de 22 anos, depois de marcar o gol da vitória do Cruzeiro sobre o Atlético por 1 a 0, no Mineirão, mostraram que de nada adianta o favoritismo de uma equipe antes de a bola rolar. No 100º aniversário do clássico mineiro, todo o alto investimento feito pela diretoria do Galo na temporada ficou em segundo plano diante da atuação coletiva de destaque dos celestes, que vivem o período mais difícil de sua história e amargaram pelo segundo ano seguido a presença na Série B do Brasileiro.

E foram mais que três pontos importantes para o time que vem sendo formado por Felipe Conceição. A vitória garante mais lastro ao trabalho do treinador, que antes convivia com o descrédito do torcedor, e deixa a equipe mais perto das semifinais do Campeonato Mineiro. Foi o terceiro triunfo consecutivo da Raposa na competição, que leva a equipe para o segundo lugar, com 17 pontos, atrás do próprio Galo, já classificado.

Talvez o mais pessimista torcedor alvinegro imaginaria que a qualificada equipe de Cuca levaria um gol no início do segundo tempo, marcado pelo atacante vindo da Inter de Limeira no ano passado. Durante a semana, os atleticanos projetavam até mesmo uma goleada história pela disparidade entre os dois grupos. Enquanto o Atlético investiu pesado nas contratações de Nacho Fernández e Hulk, o Cruzeiro vive grave crise financeira e precisou de criatividade para buscar reforços no mercado.

O jogo em si foi de poucas emoções, muito centrado na disputa de bola no meio-campo. Mas a principal virtude do Cruzeiro foi a disciplina tática do começo ao fim, já que os jogadores cumpriram bem a função de preencher os espaços no ataque atleticano, protegendo ao máximo o goleiro Fábio.

Principal esperança do Galo, Nacho Fernández foi bem marcado e teve muita dificuldade para servir aos companheiros. Savarino e Keno também se mostraram burocráticos. As entradas de Hulk e Sasha também não surtiram efeito. No lado azul, o jogo esteve centrado na forte marcação feita por Adriano, Matheus Barbosa e Marcinho, mas Sobis e o próprio Airton deram mais trabalho no ataque.
 
O argentino Nacho Fernández foi bem marcado e teve muita dificuldade para servir aos companheiros(foto: Ramon Lisboa/EM/D.A Press)
O argentino Nacho Fernández foi bem marcado e teve muita dificuldade para servir aos companheiros (foto: Ramon Lisboa/EM/D.A Press)
 
O goleiro Fábio, que completou o 65º jogo contra o arquirrival, teve importante contribuição ao fazer bela defesa em chute do chileno Vargas, quando o placar ainda estava empatado por 0 a 0 no segundo tempo. O lance praticamente antecedeu a jogada do gol celeste, que decretou a vitória fundamental. O herói Airton recebeu passe de Rafael Sobis e chutou no ângulo de Everson, que não conseguiu alcançar a bola.

“Foi uma vitória muito importante para nosso time. Graças a Deus conseguimos vencer. Nossa equipe foi muito feliz e temos de dar os parabéns para a comissão técnica, diretoria e, principalmente, para os jogadores, que são muito guerreiros”, destacou Airton, que na última Série B do Brasileiro alternou entre bons e maus momentos na equipe comandada pelo pentacampeão Luiz Felipe Scolari.

Ele elogia a postura dos jogadores e prevê um ano positivo para o clube celeste: “A entrega foi de todo o grupo. Tenho certeza de que vamos trilhar um caminho de vitórias neste ano, fazer um excelente Campeonato Mineiro e conseguir o acesso para o Cruzeiro”.

As substituições de Cuca não surtiram efeito. Além de Hulk e Sasha, entraram Nathan, Hyoran e Marrony, que praticamente não pegaram na bola. Felipe Conceição, por sua vez, também mexeu na equipe na reta final para segurar o placar favorável, com a entrada dos volantes Jadson, Matheus Néris e Rômulo. No fim, Hulk e Willian Pottker se envolveram em confusão e foram expulsos.

FOCOS DISTINTOS

Animado pela vitória no clássico, o Cruzeiro voltará a campo quarta-feira diante do América-RN, às 21h30, no Nordeste, pela segunda fase da Copa do Brasil. Empate nesta fase leva a decisão da vaga para os pênaltis. Já o Galo deve preservar seus titulares no duelo no próximo domingo diante do Boa, pelo Campeonato Mineiro, já que tem estreia na Copa Libertadores prevista para a quarta-feira seguinte (dia 21), diante do Deportivo La Guaíra, na Venezuela.
 
Quase no fim do jogo, Hulk e Willian Pottker se envolveram em confusão e foram expulsos(foto: Ramon Lisboa/EM/D.A Press)
Quase no fim do jogo, Hulk e Willian Pottker se envolveram em confusão e foram expulsos (foto: Ramon Lisboa/EM/D.A Press)
 
FICHA TÉCNICA

Cruzeiro 1 x 0 Atlético

Cruzeiro: Fábio; Raul Cáceres, Weverton (Eduardo Brock 19 do 2º), Ramon e Matheus Pereira; Adriano (Matheus Néris 27 do 2º), Matheus Barbosa (Jadson 27 do 2º) e Marcinho (Rômulo 19 do 2º); Bruno José (Willian Pottker 38 do 2º), Airton e Rafael Sobis
Técnico: Felipe Conceição
Atlético: Everson; Guga (Nathan 24 do 2º), Igor Rabello, Junior Alonso e Guilherme Arana; Allan (Hyoran 31 do 2º), Tchê Tchê, Nacho Fernández; Savarino (Hulk 9 do 2º), Keno (Marrony 31 do 2º) e Vargas (Eduardo Sasha 24 do 2º)
Técnico: Cuca
9ª rodada do Campeonato Mineiro
Estádio: Mineirão
Gol: Airton 16 do 2º
Árbitro: Paulo César Zanovelli da Silva
Assistentes: Guilherme Dias Camilo e Celso Luiz da Silva
Cartão amarelo: Adriano, Igor Rabello*, Eduardo Sasha, Jadson* e Rafael Sobis
Cartão vermelho: Hulk e Willian Pottker
Próximos jogos (Cruzeiro): Pouso Alegre (f) e Patrocinense (c)
Próximos jogos (Atlético): Boa (c) e Athletic (f)
*Suspensos para o próximo jogo

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade