Publicidade

Estado de Minas RACISMO

Para Marinho, crítico racista é um 'verme'


01/08/2020 04:00 - atualizado 31/07/2020 22:42

Expulso na derrota para a Ponte Preta e fora das semifinais do Paulista pelo Santos, Marinho foi ofendido por comentarista(foto: LUIS MOURA/WPP/ESTADÃO CONTEÚDO %u2013 23/11/19)
Expulso na derrota para a Ponte Preta e fora das semifinais do Paulista pelo Santos, Marinho foi ofendido por comentarista (foto: LUIS MOURA/WPP/ESTADÃO CONTEÚDO %u2013 23/11/19)

 
O atacante Marinho publicou um desabafo nas redes sociais ontem, depois de ser alvo de racismo. Um dia após ter sido expulso na derrota do Santos para a Ponte Preta, que levou à eliminação nas quartas de final do Campeonato Paulista, na Vila Belmiro, o jogador chorou em um vídeo e lamentou ter sido associado à senzala pelo comentarista Fabio Benedetti, da Energia 97 FM. Ele cobrou punição por parte da Justiça e comparou o crítico, que se desculpou, a “vermes”.
 
No intervalo da partida, pouco depois da expulsão do jogador, que atuou também pelo Cruzeiro, Benedetti apontou o que diria ao atacante se participasse do grupo de WhatsApp dos atletas santistas: "Eu vou falar assim: 'Você é burro, você está na senzala, você vai sair do grupo uma semana para pensar sobre o que você fez'".
 

"Quando passamos na pele é horrível. E não podemos deixar isso passar. E a justiça não pune esses caras preconceituosos, vermes"

Marinho, atacante do Santos

 
 
A fala repercutiu mal nas redes sociais. Benedetti pediu desculpas. Marinho, que é negro, publicou uma nota e, ainda na manhã de ontem, chorou em desabafo. Ele demonstrava estar inconformado e sugeria, sem confirmar diretamente, que tomaria medidas diante da atitude de racismo. "É de sentir na pele. Toda vez eu defendo a bandeira. Quando se passa na pele, se sofre. Estou com a roupa do clube, fui dormir sete da manhã, acordei às 9h. Todos os funcionários sabem do tratamento em dois períodos para ter jogado. E numa atitude infantil, prejudiquei o Santos e pedi perdão pela expulsão”, disse em vídeo publicado no Instagram.
 
"Quando acontece com a gente, a gente sente mais. E eu brigo toda hora. Por isso brigo pela causa, porque quando passamos na pele é horrível. E não podemos deixar isso passar. Eu sei quem eu sou, sei o valor que tenho. E aí, eu fico pensando, porque antigamente eu não tinha voz ativa, aí passavam despercebidas todas essas coisas. E a justiça não pune esses caras preconceituosos, vermes. Mas Deus perdoa, cara. Fica em paz", completou, aos prantos.
 

"Você é burro, você está na senzala, você vai sair do grupo (de WhatsApp) uma semana para pensar sobre o que você fez"

Fabio Benedetti, da Energia 97 FM

 

PERDÃO Mesmo assim, Marinho afirmou perdoar o comentarista. Porém, disse que ficou decepcionado. "O tom de deboche ao falar que eu tinha que ir pra senzala não pegou bem. Tenho orgulho da minha cor, orgulho de onde vim, você é pai e ensine teus filhos a ser diferente de você em pensamento", comentou o jogador.
 
Após a polêmica, Benedetti se desculpou nas redes sociais. "Quero reforçar que sou e sempre fui totalmente contrário a qualquer tipo de discriminação e lamento muito pelo ocorrido. Em momento algum tive a intenção de ofender ninguém", escreveu. "Já entrei em contato com o Marinho para me desculpar e gostaria de tornar público o meu arrependimento", acrescentou.

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade