Publicidade

Estado de Minas COPA LIBERTADORES

Mais dois triunfos brasileiros


postado em 05/03/2020 00:14



Atual campeão da Copa Libertadores, o Flamengo começou a defender seu título com uma vitória por 2 a 1 sobre o Junior ontem à noite, na cidade colombiana de Barranquilla. O time comandado pelo português Jorge Jesus venceu em sua estreia no Grupo A com dois gols do capitão Everton Ribeiro, no Estádio Metropolitano.

O atacante Teófilo Gutiérrez diminuiu já nos acréscimos. Com essa vitória tranquila, mas sem brilho, o Flamengo é o vice-líder de sua chave, atrás do Independiente del Valle, que goleou o Barcelona por 3 a 0, em um duelo entre equatorianos, em Guayaquil.

O Palmeiras também fez sua parte estreando com golaços no Grupo B fora de casa: bateu o Tigre, da Segunda Divisão da Argentina, por 2 a 0, no Estádio Monumental Victoria, em San Fernando. Luiz Adriano e Willian balançaram a rede. O time paulista também contou com a expulsão do zagueiro Matías Pérez García, que recebeu o cartão vermelho do árbitro colombiano Wilmar Roldán por agredir o ponta-esquerda Rony.

Protagonista da partida, Willian ainda reclamou de pênalti não marcado na etapa final. No lance, o ex-cruzeirense tentou driblar o goleiro Marinelli, caiu na área, mas Roldan mandou seguir. “Um pênalti claro. Conversei com o juiz e é inacreditável não dar um pênalti daqueles. Mas vamos enfatizar o resultado positivo, que foi uma grande vitória”, comentou.

SÃO PAULO Os inúmeros desfalques, incluindo do técnico Fernando Diniz – que não poderá comandar a equipe por cumprir suspensão de quando ainda dirigia o Fluminense, na Copa Sul-Americana do ano passado –, não tiram o entusiasmo do São Paulo para a estreia hoje, às 21h (de Brasília), contra o Binacional-PER, em Juliaca. A intenção da equipe é voltar a ser forte internacionalmente, dominando a América pela quarta vez.

Não bastasse a altitude de 3.800m da cidade peruana, o Tricolor Paulista não poderá contar com atletas importantes como o lateral-direito Juanfran e o armador Vítor Bueno, com problema físicos. Eles se juntaram no departamento médico a Rojas, Leo e Gabriel Sara. Já Everton e Brenner estão suspensos.

Compartilhe no Facebook
*Apenas para assinantes do Estado de Minas

Publicidade