Publicidade

Estado de Minas FUTEBOL MINEIRO

Dudamel tem 'semana livre'

Técnico terá o maior intervalo entre jogos para definir esquema de jogo da equipe


postado em 23/02/2020 04:00

Jogadores na Cidade do Galo: eliminação na Sul-Americana permitirá mais tempo para decidir se três zagueiros serão mantidos como sistema tático(foto: Juarez Rodrigues/EM/D.A Press %u2013 3/2/20)
Jogadores na Cidade do Galo: eliminação na Sul-Americana permitirá mais tempo para decidir se três zagueiros serão mantidos como sistema tático (foto: Juarez Rodrigues/EM/D.A Press %u2013 3/2/20)



Passado um mês desde o início das competições em 2020, o Atlético já disputou nove partidas. A ‘maratona’ marca o começo do trabalho do técnico Rafael Dudamel no Brasil e tem média de um jogo a cada 3,3 dias. Agora, após a eliminação de quinta-feira na Copa Sul-Americana, elenco e comissão técnica finalmente têm pela frente a tão aguardada “semana livre”. Sem jogos neste fim de semana de carnaval, o Atlético só volta a campo na próxima quarta-feira, às 21h30. Pela segunda fase da Copa do Brasil, a equipe alvinegra enfrentará o Afogados, na cidade de Afogados da Ingazeira, no interior de Pernambuco. O time que vencer se classifica. Empate leva a decisão para as cobranças de pênalti.

Depois da vitória por 2 a 0 sobre o Unión-ARG na quinta, os jogadores foram liberados para dois dias de folga. A reapresentação para os treinos na Cidade do Galo será hoje, quando o técnico Rafael Dudamel começará a armar o time para a partida da Copa do Brasil.

Além do tempo maior para analisar a equipe, o treinador terá mais sessões de treinamento pela frente do que tem tido neste início de temporada. É o melhor momento para definir se manterá o sistema tático com três zagueiros – testado pela primeira vez justamente diante do Unión-ARG – ou se retomará as formações com quatro homens de defesa na primeira linha.

“É outra alternativa tática que a equipe me entrega (o sistema com três zagueiros). Cada partida e cada dia de trabalho vão me permitindo encontrar o melhor dos meus jogadores e como poder tirar deles o melhor rendimento”, disse o treinador, que se mostrou esperançoso por conta da boa atuação do Atlético na quinta, especialmente no primeiro tempo.

“Depois desta demonstração, não espero nada menos da equipe. Cada dia e cada jogo marcam uma evolução de cada jogador e da equipe”, concluiu.



Diálogo no Cruzeiro


Depois da derrota por 2 a 0 para o Tombense, na quinta-feira, fora de casa, o Cruzeiro caiu para o quinto lugar do Campeonato Mineiro e saiu da zona de classificação às semifinais. Preocupado com o ânimo do elenco, que sofreu transformações após o rebaixamento inédito no Campeonato Brasileiro e agora é formado por vários jovens, o técnico Adilson Batista priorizou a conversa com os jogadores no treino de ontem, na Toca da Raposa II, antes da folga de carnaval.

Antes da atividade, o treinador conversou durante aproximadamente 10 minutos com todo o elenco no gramado. Na sequência, foi a vez de dois dos mais experientes atletas do time, o goleiro Fábio e o zagueiro Leo, baterem um papo com os colegas sem a presença da comissão técnica. O treino de ontem contou com o atacante Marcelo Moreno. O boliviano participou de toda a atividade em campo reduzido com jogadores que não começaram jogando contra o Tombense e marcou dois gols, além de uma assistência. Ele pode estrear contra o Uberlândia se seu nome for publicado no Boletim Informativo Diário (BID) na próxima semana.

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade