Publicidade

Estado de Minas CAMPEONATO MINEIRO'2020

Atlético assume a ponta com vitória magra

Depois de o Galo sofrer um gol que foi mal anulado pela arbitragem, Di Santo marcou de cabeça e deu a vitória que valeu a liderança. Time joga quarta-feira na Paraíba pela Copa do Brasil


postado em 10/02/2020 04:00

Os jogadores do Atlético comemoraram muito o gol do argentino Di Santo no final do primeiro tempo, para tristeza da torcida da URT(foto: Jhereh Henrique/Esp. EM)
Os jogadores do Atlético comemoraram muito o gol do argentino Di Santo no final do primeiro tempo, para tristeza da torcida da URT (foto: Jhereh Henrique/Esp. EM)
 

 

O Atlético contou com gol de Di Santo e erro de arbitragem para bater a URT por 1 a 0, na noite de ontem, em Patos de Minas, recuperando a liderança do Campeonato Mineiro – a equipe alvinegra tem um jogo a mais que Cruzeiro e América. A atuação mais uma vez deixou a desejar, mas ao menos o resultado ajuda a apagar a péssima atuação na goleada por 3 a 0 para o Unión-ARG, em Santa Fé, pela Copa Sul-Americana.


“Depois de sofrer uma derrota como aquela na Copa Sul-Americana, a melhor forma de nos recuperarmos era ganhando hoje. Não gosto de ganhar a qualquer preço, mas hoje tivemos méritos para ganhar. Tivemos méritos para ganhar de um rival que nos exigiu, teve argumentos, mas controlamos bem”, afirmou o técnico Rafael Dudamel, em uma entrevista coletiva após o jogo bastante conturbada: torcedores protestaram contra a arbitragem e jogaram um copo de cerveja nos atleticanos, acertando um dos seguranças do clube.


Agora, ele vai preparar o time para a estreia em outra competição, a Copa do Brasil, contra o Campinense, quarta-feira, às 21h30, em Campina Grande (PB). Os atleticanos torcem para que os deslocamentos não se tornem mais longos em função de problemas climáticos, como ocorreu não só na volta da Argentina, mas também na ida para Patos de Minas, onde o avião não pôde pousar no sábado, indo para Uberlândia, de onde a delegação pegou um ônibus até o local da partida de ontem.


“A gente tem sofrido com a viagens, tivemos alguns contratempos. Mas faz parte. A gente tem apenas um mês de trabalho, mas já temos decisões pela frente. Cada jogo para nós é decisão”, declarou o lateral-direito Patric, que ontem foi não só titular, mas também capitão da equipe.
Isso foi muito em função de Dudamel ter poupado alguns titulares por causa do desgaste. Na lateral-esquerda, por exemplo, atuou Lucas Hernández, enquanto no meio Jair deu lugar a Martínez e Borrero ficou com a vaga de Hyoran.


Com tantas mudanças e desgastado por viagens longas, foi natural que o time alvinegro sofresse para encaixar o jogo. Somou-se ainda o gramado pesado do Zama Maciel, que dificultava a troca de passes.


Já os donos da casa tentaram se impor. Aos 32min, balançaram a rede, com Pitbull, mas o assistente Celso Luiz da Silva marcou impedimento e invalidou o gol de forma errada. Dez minutos depois, o Galo marcou com Di Santo completando jogada que começou com escanteio da esquerda.
Em vantagem no placar, o Atlético voltou para o segundo tempo com marcação mais firme no campo adversário e dificultou a saída de bola da URT. Buscando o empate, a equipe de Patos de Minas ficou mais tempo com a bola, mas também tinha problemas na criação.


“Fiquei satisfeito porque ganhamos mesmo mudando nosso modelo tático, passamos de um 4-3-3 para um 4-2-3-1, dando liberdade ao Borrero, que conectava bem com Marquinhos, Edinho e Di Santo. Tivemos equilíbrio com Martínez, um pouco mais de saída com Allan e a equipe funcionou bem, foi sólida. O rival, por necessidade, apostou mais na ofensiva, apostamos em uma linha de quatro e outra linha de três para controlar a defesa e o meio de campo e jogamos a partida no nosso ritmo, nas nossas condições, e saímos vencedores”, declarou Dudamel.

 

Ficha técnica

 

URT
Negueti; Jeffinho, Audalio, Josué e Izaldo; Márcio Passos (Patrik 8 do 2º), Valkenedy e Júnior Lemos (Flávio Paulino 9 do 2º); Kesley, Pitbull (Euller 15 do 2º) e Roni
Técnico: Ademir Fonseca

 

Atlético
Michael; Patric, Igor Rabello, Gabriel e Lucas Hernández; Martínez, Allan e Dylan Borrero (Hyoran 20 do 2º); Edinho (Mailton 48 do 2º), Marquinhos (Zé Welison 29 do 2º) e Di Santo

Técnico: Rafael Dudamel

 

5ª rodada do Campeonato mineiro
Estádio: Zama Maciel
Gol: Di Santo 42 do 1º
Árbitro: Emerson de Almeida Ferreira
Assistentes: Celso Luiz da Silva e Marcyano da Silva Vicente
Cartão amarelo:  Valkenedy, Pitbull e Josué
Próximos jogos: Caldense (C), Boa (F) e Cruzeiro (C)

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade