Publicidade

Estado de Minas CAMPEONATO BRASILEIRO

Retrospecto no Horto embala Galo contra o Flu

Invicto nesta temporada no Independência, Atlético aposta no fator casa e na força da torcida para superar o Flu e se manter na briga pelas primeiras posições do Brasileiro


postado em 10/08/2019 04:00 / atualizado em 09/08/2019 21:31



Animado pela boa vitória por 2 a 0 no clássico com o Cruzeiro, o Atlético volta hoje, às 21h, ao Independência para encarar o Fluminense na busca por mais um resultado positivo, que o colocaria em situação favorável entre os quatro primeiros do Campeonato Brasileiro. O retrospecto em casa (72% de aproveitamento) tem sido o principal combustível do time de Rodrigo Santana para superar os adversários e se manter firme na dianteira.

Em 2019, o Galo não sofreu uma única derrota no Horto – são 13 vitórias e cinco empates em 18 partidas. No primeiro semestre, o clube optou por mandar os jogos da fase inicial da Copa Libertadores no Mineirão, mas os resultados foram ruins (duas derrotas e um empate) e a equipe acabou eliminada precocemente. Agora, dirigentes, jogadores e comissão técnica se convenceram de que o alvinegro ganha em intensidade no estádio que adotou com sua casa, como ocorreu nos primeiros anos de reabertura do estádio, em 2012.

“O fator torcida desequilibra. Ela nos empurra e fica muito próxima de nós no Independência. O jogo contra o Flamengo me marcou, pois fizemos o primeiro gol e perdemos o Elias, expulso. Ainda assim, eles nos empurraram e nos levaram à vitória. O Daniel (Félix, preparador físico) estava no Flamengo e disse que a torcida fez enorme diferença”, afirma o técnico Rodrigo Santana, que sempre defendeu que o time jogasse no Horto, ao se referir ao triunfo diante do rubro-negro por 2 a 1, pela quinta rodada, em maio.

Nesta noite, o treinador mais uma vez conta com o embalo do torcedor para que o Atlético repita a dinâmica mostrada contra o Cruzeiro, principalmente na marcação. “A gente espera manter intensidade um pouco maior. Vínhamos numa sequência na quarta-feira e no domingo. Esperamos controlar o jogo do início ao fim, sabendo que a idade média do Fluminense é muito jovem e o time deles tem intensidade. Será um jogo que vai nos desgastar muito”.

SEM JAIR Uma das baixas do Atlético hoje será o volante Jair, que tem sido o ponto de equilíbrio na boa fase alvinegra nos últimos duelos. Com longa sequência como titular, o jogador se queixou de dor muscular e será preservado. A intenção da comissão técnica é tê-lo inteiro nas próximas rodadas do Brasileiro e nos confrontos com o La Equidad (COL), em 20 e 27 de agosto, pela Copa Sul-Americana.

A tendência é de que seja escalado volante paraguaio Ramón Martínez. O jogador atuou nos empates com Fortaleza (2 a 2) e Goiás (0 a 0) e foi elogiado pela capacidade de sair com a bola da defesa com qualidade. No setor de criação, Cazares e Vinícius mais uma vez terão a chance de jogar juntos. Eles mostraram bom entrosamento diante do Cruzeiro e ganham prestígio com o torcedor.


INVICTO EM CASA

Em 2019
18 jogos
13 vitórias
5 empates
38 gols marcados
9 gols sofridos
81,4% de aproveitamento

Pelo Brasileiro
6 jogos
4 vitórias
2 empates
13 gols marcados
5 gols sofridos
72,2% de aproveitamento

O adversário

Obrigação de reagir
A exemplo do Atlético, o Fluminense segue na disputa da Copa Sul-Americana, mas vive situação perigosa no Campeonato Brasileiro – aparece uma posição acima da zona de rebaixamento. Apesar da vitória em casa sobre o Internacional por 2 a 1 em sua última partida, a equipe vê a necessidade de buscar pontos como visitante. “Todos sabemos que será um jogo bem complicado contra o Atlético, que vem em uma sequência boa, terá pressão do campo, da torcida. Mas sabemos lidar. Vamos manter nosso padrão, nosso estilo de jogo. Mesmo jogando fora de casa vamos tentar conseguir a vitória”, diz o atacante Pedro. A equipe vem a Belo Horizonte com a formação que venceu o Inter. O lateral-esquerdo Caio Henrique voltou aos treinos com o grupo (ele sentiu incômodo na coxa esquerda) e foi confirmado. O atacante João Pedro está de novo relacionado depois de ficar em tratamento de entorse no pé direito.

FICHA TÉCNICA
Atlético x Fluminense
Atlético: Cleiton; Patric, Igor Rabello, Réver e Fábio Santos; Martínez, Elias, Cazares, Vinícius e Chará; Ricardo Oliveira
Técnico: Rodrigo Santana
Fluminense: Muriel; Igor Julião, Nino, Digão e Caio Henrique; Allan, Daniel e Paulo Henrique Ganso; Marcos Paulo, Yony González e Pedro
Técnico: Fernando Diniz
14ª rodada do Campeonato Brasileiro
Estádio: Independência
Horário: 21h
Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (GO)
Assistentes: Fabrício Vilarinho da Silva e Bruno Raphael Pires (GO)
VAR: Héber Roberto Lopes (SC)
Atleticanos pendurados: Hernández, Jair, Leonardo Silva, Luan, Patric e Zé Welison
TV: Pay-per-view



Publicidade