Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Publicidade

Estado de Minas

Neymar se reapresenta ao PSG e Griezmann faz primeiro treino no Barça


postado em 16/07/2019 04:09



Paris - Neymar está de volta a Paris. Ontem, o atacante brasileiro se reapresentou ao PSG para o período de pré-temporada e realizou apenas exercícios na academia. Ainda sem ter certezas de seu futuro na França, o jogador participou de uma reunião com Leonardo,  atual diretor esportivo da equipe, para definir a sua situação. Semana passada, o dirigente criticou abertamente o jogador por não ter se reparesentado, apesar de seu estafe garantir que tudo foi combinado.

Após chegar em Paris em seu jatinho particular, Neymar se encaminhou diretamente para o CT do PSG. Foi o último a entrar nas dependências do clube e ficou apenas na academia, enquanto seus companheiros foram a campo com o treinador alemão Thomas Tuchel, em atividade fechada.

Neymar voltou a acenar para o Barcelona no sábado, quando citou a traumática virada da Liga dos Campeões de 2017 sobre o clube de Paris. Em entrevista divulgada ontem pelo Oh My Goal, ele disse que a goleada de 6 a 1 sobre o PSG no jogo de volta das oitavas da Liga dos Campeões de 2017, quando defendia o Barcelona, é uma de suas melhores recordações como jogador. A declaração foi considerada uma provocação pelos torcedores parisienses.

Um dia após ser oficialmente apresentado pelo Barcelona, o atacante Antoine Griezmann fez ontem o seu primeiro treino pelo time catalão. A atividade marcou o início da pré-temporada do clube e também contou com as presenças do armador holandês Frenkie de Jong e do goleiro brasileiro Neto.

Oficializado como reforço na sexta-feira, o astro de 28 anos se vê no meio de um conflito entre o Barcelona e o Atlético de Madrid nestes primeiros dias como jogador do time catalão. Ele tinha contrato com o Atlético até 2023, sendo que o compromisso continha uma cláusula de 200 milhões de euros (R$ 841 milhões) em caso de quebra de acordo. Após 1º de julho, o valor cairia automaticamente para 120 milhões de euros (R$ 505 milhões), valor pago pelos catalães. Os madrilenos, porém, alegam que o Barcelona já havia acertado a transferência antes dessa data, afirmando que levarão o caso à Fifa com a acusação de aliciamento ao jogador.

Ainda não foram incorporados ao grupo o argentino Lionel Messi, o uruguaio Luis Suárez, o chileno Arturo Vidal e os brasileiros Philippe Coutinho e Arthur, que disputaram a Copa América no Brasil.


Publicidade