Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Estado de Minas

Mineiro na semifinal


postado em 11/07/2019 04:06

Bruno Soares e Nicole Melichar bateram a dupla de Serena Williams e Andy Murray em Wimbledon(foto: GLYN KIRK/AFP)
Bruno Soares e Nicole Melichar bateram a dupla de Serena Williams e Andy Murray em Wimbledon (foto: GLYN KIRK/AFP)


O Brasil, em especial o tênis mineiro, ainda sonha com a conquista de um título na grama de Wimbledon nesta temporada. Bruno Soares e sua parceira, a norte-americana Nicole Melichar, venceram ontem o ex-parceiro do mineiro, o escocês Andy Murray e Serena Williams, dos EUA, por 2 a 1 (6-3, 4-6 e 6-2), garantindo presença nas semifinais do torneio.

Para Bruno, o primeiro lugar seria especial, algo que ele vem buscando há muito tempo, e representaria a oportunidade de se redimir pela perda do troféu em 2013, quando, em parceria com a norte-americana Lisa Raymond, perdeu a final para o canadense Daniel Nesto e a francesa Kristina Mladenovic por 2 a 1 (5-7, 6-2 e 8-6).

“Foi um dia espetacular, ainda mais porque enfrentamos algo diferente, a torcida inteira ao lado de Murray, o que não havia acontecido ainda. Acho que foi isso o que nos deu mais força, mais vontade. Tenho a sorte de ter uma parceira guerreira, que não se entrega”, disse Bruno, que tem a chance de conquistar seu quarto título nas duplas mistas.

O primeiro veio no US Open, em 2012, quando teve como parceira a russa Ekaterina Makarova. A segunda foi nesse mesmo torneio, em 2014, ao jogar ao lado da indiana Sania Mirza. O terceiro título foi no Austrália Open, em 2016, com outra russa, Elena Vesnina.

DUELO DE GIGANTES O suíço Roger Federer e o espanhol Rafael Nadal, segundo e terceiro cabeças de chave do Torneio de Wimbledon, avançaram ontem às semifinais e estarão frente a frente numa das semifinais, na sexta-feira. O jogo é considerado como o duelo de maior rivalidade do tênis por uma vaga na final de domingo.

Federer foi o primeiro dos dois lendários tenistas a garantir a vaga nas semifinais, mas não teve vida fácil contra o japonês Kei Niskikori (8º), precisando de 2h36 min para vencer de virada, por 3 a 1 (4-6, 6-1, 6-4 e 6-4). A vitória foi a 100ª de Federer, de 37 anos, no torneio inglês, no qual o suíço busca um 21º troféu de Grand Slam na carreira.

A caminho do nono título na competição de grama inglesa, Federer terá que passar por seu maior adversário, Nadal, que teve muito menos dificuldade para eliminar o norte-americano Sam Querrey, com 3 a 0 (7-5, 6-2 e 6-2). Esta será a sétima semifinal do espanhol, que tem dois títulos, e enfrentará o rival e amigo Federer pela 40ª vez.

Quem também está nas semifinais é o sérvio Novak Djokovic, número 1 do mundo e atual campeão em Wimbledon, que derrotou o belga David Goffin por 3 a 0 (6-4, 6-0 e 6-2), em jogo que teve duração de duas horas. Seu adversário agora é o espanhol Roberto Bautista Agut, que eliminou o argentino Guido Pella por 3 a 1 (7-5, 6-4, 3-6 e 6-3).

Hoje serão disputadas as semifinais de simples feminina: Serena Williams  x Barbora Strykova (TCH) e Elina Svitolina (UCR) x Simona Halep (ROM).


Publicidade