Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Publicidade

Estado de Minas

Cruzeiro encara o último algoz

Invicta na temporada, Raposa começa a caminhada contra o Flamengo, adversário que também é candidato ao título. Jogo marca o reencontro com De Arrascaeta


postado em 27/04/2019 05:12

O zagueiro Dedé enfrentará velhos amigos hoje no Maracanã, como Éverton Ribeiro, mas afirma que dentro de campo não tem amizade(foto: Juarez Rodrigues/EM/D.A Press - 24/1/19)
O zagueiro Dedé enfrentará velhos amigos hoje no Maracanã, como Éverton Ribeiro, mas afirma que dentro de campo não tem amizade (foto: Juarez Rodrigues/EM/D.A Press - 24/1/19)
 
 
O Cruzeiro estreia no Campeonato Brasileiro hoje embalado pela boa campanha na temporada, na qual já conquistou o Campeonato Mineiro e tem a melhor campanha na Copa Libertadores. A intenção é manter a invencibilidade em 2019 e vingar-se justamente do último time que o derrotou, o Flamengo, às 21h, no Maracanã. O rubro-negro venceu a Raposa por 2 a 0, em 25 de novembro, pela penúltima rodada do Brasileiro’2018.

As disputas contra o rubro-negro trazem boas recordações aos celestes. Ainda que a frieza dos números aponte superioridade carioca nos últimos 11 confrontos – são sete vitórias e três empates –, o que fica na memória são os jogos decisivos, nos quais os mineiros levaram vantagem. Foi assim na final da Copa do Brasil de 2017, vencida na disputa de pênaltis depois de dois empates, e também nas oitavas de final da Libertadores do ano passado, quando avançou fazendo 2 a 0 no Rio e perdendo por 1 a 0 no Mineirão. A isso se soma o excelente momento celeste, que se opõe ao momento turbulento do adversário – vem de derrota na competição continental e corre risco de não passar da fase de grupos –, para que os cruzeirenses fiquem otimistas para a estreia.

Na Toca da Raposa II, antes do embarque para o Rio, porém, o discurso foi de muito respeito. Até porque o jogo é no Maracanã. “Eu preferia estrear em casa, mas vai ser fora, um jogo difícil pela história, a tradição do adversário. Mas teremos outros jogos assim durante o Brasileiro, são muitos campeões. Aí é que reside a dificuldade da competição, não há tempo para respirar”, argumenta o técnico Mano Menezes, para quem o favoritismo de qualquer equipe terá de ser provado em campo.

Como a maioria, ele vê o Cruzeiro atual mais forte que o do ano passado. Por isso, considera possível que o time consiga fazer boa campanha no Nacional ao mesmo tempo que seguirá na disputa da Libertadores e da Copa do Brasil, na qual entrará nas oitavas de final.

“Está cheio de gente com a intenção de fazer melhor. A diferença é quem vai conseguir fazer melhor. Ano passado tivemos praticamente de abrir mão de alguns jogos, pois tínhamos jogos decisivos de Libertadores, de Copa do Brasil. O que fizemos diferente foi qualificar mais nosso elenco. Mantivemos jogadores qualificados e acrescentamos outros”, diz o treinador.

Justamente por dispor de muitos atletas de qualidade é que ele vem fazendo um rodízio. Nem por isso o ritmo caiu e a equipe conseguiu se manter invicta até agora, quando venceu 16 dos 21 jogos que disputou.

Para o jogo de hoje, ele terá as voltas de atletas como os laterais Edílson e Dodô e do armador Rodriguinho, que ficaram fora contra o Deportivo Lara-VEN por precaução, enquanto Lucas Romero cumpriu suspensão. Já o armador Robinho e o atacante Raniel continuarão fora por problemas físicos.

VELHOS CONHECIDOS No jogo de hoje, os atletas celestes reencontrarão antigos companheiros. Um deles é De Arrascaeta, que trocou em janeiro a Toca da Raposa II pelo Ninho do Urubu, na maior transação entre dois clubes brasileiros na história – R$ 60 milhões. Outro é o também armador Éverton Ribeiro, bicampeão brasileiro pelo Cruzeiro em 2013 e 2014.

A relação com eles, porém, ficará fora de campo. “Somos amigos, mas agora serão adversários. Tenho ótima relação com eles, com o Éverton Ribeiro, então, converso quase todo dia. Mas quando entro em campo só penso em honrar a camisa do Cruzeiro. Dentro de campo não tem amizade, só profissionalismo”, diz o zagueiro Dedé, que atuou ao lado de ambos na Raposa.


O ADVERSÁRIO
Com muito incentivo
Um dos favoritos ao título do Campeonato Brasileiro este ano, o Flamengo quer sair da fila e voltar ao topo depois de 10 anos. Para isso, a diretoria investiu pesado em contratações e, como o desempenho ainda não é o esperado, resolveu abrir ainda mais os cofres: a cada rodada que a equipe terminar entre os quatro primeiros, R$ 200 mil serão divididos entre os profissionais que participaram da partida. Além disso, se for campeão, dará R$ 28 milhões. As informações são do site globoesporte.com. Para o jogo de hoje, a ideia inicial era poupar titulares, mas o revés contra a LDU, no Equador, pela Libertadores, fez a comissão técnica mudar de ideia e escalar força máxima. Jogo marcará a despedida do zagueiro Juan (foto).


FICHA TÉCNICA
Flamengo x Cruzeiro
Flamengo: César; Pará, Leo Duarte, Rodrigo Caio e Renê; Cuéllar, Willian Arão, Éverton Ribeiro, Diego (De Arrascaeta) e Bruno Henrique; Gabriel
Técnico: Abel Braga
Cruzeiro: Fábio; Edílson, Dedé, Leo e Dodô; Henrique, Lucas Romero, Rafinha, Rodriguinho e Marquinhos Gabriel; Fred
Técnico: Mano Menezes
1ª rodada do Campeonato Brasileiro
Estádio: Maracanã
Horário: 21h
Árbitro: Anderson Daronco (RS)
Assistentes: Rafael da Silva Alves (RS) e Miguel Ribeiro da Costa (SP)
VAR: Leandro Pedro Vuaden (RS)
TV: Pay-per-view


Publicidade