Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Publicidade

Estado de Minas

Pontaria calibrada para a final


postado em 20/04/2019 05:06

Técnico cruzeirense Mano Menezes destaca a seriedade com que a Raposa encarou o Campeonato Mineiro e diz estar perto de cumprir a missão do bi(foto: Alexandre Guzanshe/EM/D.A Press)
Técnico cruzeirense Mano Menezes destaca a seriedade com que a Raposa encarou o Campeonato Mineiro e diz estar perto de cumprir a missão do bi (foto: Alexandre Guzanshe/EM/D.A Press)

Único time da elite do futebol brasileiro ainda invicto na temporada, o Cruzeiro busca o quarto título sob o comando do técnico Mano Menezes. Bicampeão da Copa do Brasil, o segundo troféu estadual depende de vitória ou empate diante do Atlético hoje, às 16h30, no Independência. Mesmo que a igualdade seja suficiente, o trunfo da equipe é o entrosamento do setor ofensivo, que vem se entendendo melhor a cada partida.

A equipe balançou as redes 43 vezes nos 19 jogos de 2019 e vem crescendo de produção, com goleadas contundentes sobre Patrocinense (5 a 0), nas quartas do Mineiro, e Huracán (4 a 0), selando a classificação na Libertadores. Neste período, Fred conseguiu três gols em um mesmo jogo contra os argentinos e na semifinal diante do América. Ele é a principal esperança de gols nesta tarde, quando pode se consagrar artilheiro do Estadual pela terceira vez. Além disso, pode igualar ou passar Wellington Paulista, que tem 75 gols e é o maior artilheiro da Raposa neste século.

Ontem, Mano Menezes ressaltou a seriedade com que os jogadores têm encarado o Estadual: “Desde que iniciou o campeonato, não partiu nenhuma frase do Cruzeiro desmerecendo o Mineiro. E eu disse que iríamos lutar pelo bicampeonato, sim. Então, chegamos à final e cumprimos a parte da obrigação do clube grande dentro do Estadual”.

Se hoje a expectativa é de quase 20 mil torcedores atleticanos no Independência – 90% da carga de ingressos –, ontem o Cruzeiro pôde sentir de perto a energia de sua torcida. Em uma decisão pouco comum em vésperas de final, o clube abriu as portas da Toca da Raposa para os torcedores, que receberam jogadores e comissão técnica com festa e sinalizadores. Eles entraram no CT e acompanharam cerca de 30 minutos do início das atividades. Em clima de apoio, a torcida pediu aos jogadores a conquista do bi estadual.

RETORNO A novidade do Cruzeiro estará no banco de reservas: Thiago Neves, que voltou a ser relacionado após se recuperar de incômodo na panturrilha direita. “Quando terminou o primeiro jogo, eu disse que o Thiago estaria relacionado e confirmo aqui. Ele vai ser opção para o clássico”, disse Mano, que deixou em aberto a escalação inicial. “Em termos de formação vamos esperar. Se é ele e mais 10 ou ele e mais 11”, disse o comandante. A última partida oficial de Thiago Neves foi contra o Tombense, em 10 de março, pela fase de classificação do Estadual.

Se terá o reforço de Neves, o Cruzeiro não contará com Raniel, que sofreu lesão na coxa esquerda e será preservado. A tendência é que Mano não mude os 11 titulares que venceram a partida de ida, por 2 a 1, domingo passado, no Mineirão. A única dúvida é na lateral esquerda, com Dodô disputando vaga com Egídio.


Publicidade