Conteúdo para Assinantes

Continue lendo ilimitado o conteúdo para assinantes do Estado de Minas Digital no seu computador e smartphone.

price

Estado de Minas Digital

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas digital por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Estado de Minas

Capivara será a mascote da Copa América


postado em 06/04/2019 05:08

Os torcedores escolherão o nome da mascote pelo Facebook e pelo Twitter(foto: Conmebol/Divulgação)
Os torcedores escolherão o nome da mascote pelo Facebook e pelo Twitter (foto: Conmebol/Divulgação)


Os torcedores que forem ao Mineirão acompanhar as partidas da Copa América, que será realizada no Brasil de 14 de junho a 7 de julho, poderão ver vários exemplares da mascote da competição na orla da Lagoa da Pampulha. A Conmebol anunciou que a capivara foi o animal escolhido como símbolo da 46ª edição do torneio continental edição do torneio. O nome será escolhido por meio de enquete.

A votação será feita nos perfis @copaamerica nas redes sociais Facebook e Twitter até o dia 12. Os torcedores poderão escolher entre dois nomes: Capibi ou Zizito.

Para justificar a decisão de adotar a capivara como mascote da competição, a Conmebol destacou, em nota oficial, que se inspirou na fauna sul-americana e destacou que o animal é considerado um dos “mais amigáveis e presentes no continente” e “conhecido por ser o mais sociável e por conviver, pacificamente, com outras espécies ao seu redor”.

“Ele é simpático, travesso, amável e adora futebol”, afirmou a entidade ao descrever de forma bem-humorada as características da capivara, sendo que também explicou a origem dos nomes determinados para a enquete aberta ontem.

“Capibi é homenagem à população indígena da América do Sul, o povo da terra. O nome mistura as fonéticas das palavras em tupi kapii´gwara – capivara – e yby – terra, chão que se pisa”, esclareceu a Conmebol ao se referir ao Capibi. Já o nome Zizito homenageia Zizinho, ídolo da Seleção Brasileira e artilheiro máximo da Copa América, com 17 gols, ao lado do argentino Norberto Méndez. “O sufixo ‘ito’ é a forma de diminutivo na língua espanhola, como o ‘inho’ na língua portuguesa”, disse o órgão que comanda o futebol sul-americano.

Hugo Figueredo, diretor de competições de seleções da Conmebol, também enalteceu a importância da definição da mascote, embora o símbolo não tenha relevância esportiva para o torneio. “As mascotes são os símbolos mais importantes dos nossos eventos esportivos porque criam um vínculo emocional com os torcedores e se tornam os verdadeiros embaixadores do evento”, disse o dirigente.

Realizada em cinco sedes (Belo Horizonte, Porto Alegre, Rio de Janeiro, Salvador e São Paulo), a Copa América contará com 12 seleções. O Brasil vai estrear em 14 de junho, contra a Bolívia, às 21h30, no Morumbi, em São Paulo.


Publicidade