Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Estado de Minas

Upgrade celeste

Cruzeiro freta Boeing 737-500 configurado como classe executiva para viagem a Guayaquil. Objetivo é amenizar o desgaste com a sequência de jogos pela Libertadores e Mineiro


postado em 02/04/2019 05:06

 Rafael, Leo Dedé e Fábio posam para foto a bordo do confortável Boeing 737-500 em direção a Guayaquil, onde enfrentarão o Emelec amanhã, às 21h30(foto: Twitter/Cruzeiro)
Rafael, Leo Dedé e Fábio posam para foto a bordo do confortável Boeing 737-500 em direção a Guayaquil, onde enfrentarão o Emelec amanhã, às 21h30 (foto: Twitter/Cruzeiro)

O Cruzeiro nem teve muito tempo para comemorar a vitória por 3 a 2 sobre o América, que o deixou bem perto da decisão do Campeonato Mineiro. Menos de 24 horas depois de deixar o Mineirão, os jogadores celestes embarcaram para Guayaquil, onde amanhã, às 21h30, enfrentará o Emelec-EQU, pela terceira rodada do Grupo B da Copa Libertadores. Como no sábado fará o segundo jogo das semifinais do Estadual, há preocupação com o desgaste dos atletas e para amenizar a diretoria investiu pesado no fretamento de um avião confortável.
Trata-se de um Boeing 737-500 totalmente configurado como classe executiva. Assim, em vez de ter três assentos de cada lado, a aeronave tem apenas dois, que contam com bom espaço entre as fileiras e apoio para as pernas, reclinando 120º, o que torna o equipamento quase em uma cama. Para tanto, a capacidade cai de 112 pessoas para 50.
 
Além disso, a companhia, que só trabalha com fretamentos, tanto para cargas quanto passageiros, consegue “customizar” o avião. E não se trata só de estampar escudos do clube. A comida servida durante o voo é feita depois de consulta aos nutricionistas do Cruzeiro.
“A viagem em voo fretado é muito boa, se fosse em voo de carreira quase dobraria o tempo da viagem e seria muito mais cansativo, principalmente porque você fica em pé em aeroporto esperando conexão. A diretoria deu moral para gente, fez um planejamento maravilhoso”, diz o atacante Fred, autor de três gols diante do Coelho e que já soma 10 em 11 jogos em 2019, sendo artilheiro da equipe.
Tudo isso, obviamente, tem custo. As partes evitam revelar valores, mas estima-se que um serviço como o contratado pelo Cruzeiro custe cerca de R$ 1,5 milhão.
 
O valor compensa por facilitar a logística. Os atletas treinaram ontem pela manhã e almoçaram na Toca Raposa II, seguindo para o aeroporto de Confins e embarcando no meio da tarde. Depois de escala em Manaus (AM) para reabastecimento, a chegada estava prevista para as 22h30 (de Brasília). Hoje à tarde, haverá treino no CT do Barcelona, em Guayaquil, e a volta ocorrerá depois do jogo, com chegada a Belo Horizonte prevista para as 12h de quinta-feira.
 
A aeronave tem autonomia para fazer o voo direto entre a capital mineira e a cidade equatoriana. Porém, como a legislação exige que tenha combustível suficiente para voar para um segundo e também um terceiro aeroporto no caso de problemas no destino final, é feita a escala na capital amazonense.
 
Para se distrair durante a viagem, cada jogador tem passatempo preferido. A maioria apela para filmes e jogos no computador ou tablet. “E sempre aquela resenha, zoeira. Se pudesse publicar todos os vídeos que a gente faz das brincadeiras ia ser maneiro, mas o pessoal veta”, brinca o camisa 9, mostrando todo o alto astral da delegação que buscará a terceira vitória em três jogos na Copa Libertadores, o que deixará o time bem próximo da classificação às oitavas de final.

NOVIDADE Antes do embarque, os jogadores se reapresentaram na Toca da Raposa II. Enquanto os titulares contra o América fizeram trabalho regenerativo, os demais participaram de atividade técnico-tática. A novidade foi a presença do armador Thiago Neves, recuperado de dor na panturrilha direita. Porém, como está há quase um mês sem jogar, vai trabalhar melhor a parte física, tendo chance de ficar à disposição para enfrentar o Coelho no sábado.
Quem integrou a delegação foi o lateral-direito Edílson e o armador Rodriguinho. Ambos foram poupados no domingo e estão prontos para voltar ao time amanhã.


Publicidade