Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Publicidade

Estado de Minas

Coelho vai tentar feito inédito


postado em 02/04/2019 05:06

João Paulo prefere não contar como vantagem o desgaste que o Cruzeiro terá na quarta-feira(foto: Daniel Hott / América)
João Paulo prefere não contar como vantagem o desgaste que o Cruzeiro terá na quarta-feira (foto: Daniel Hott / América)

O América não desanimou com a derrota por 3 a 2 para o Cruzeiro, no jogo de ida das semifinais do Campeonato Mineiro, domingo, no Independência. Todos no clube estão esperançosos de conseguir vencer por dois gols diferença na volta, sábado, às 19h, no Mineirão, única forma de chegar à decisão do Estadual.
 
Porém, a tarefa não é fácil. O clube nunca conseguiu a virada depois de perder o primeiro jogo desde que a competição passou a ser disputada por 12 clubes e se classificando os quatro melhores ou os oito melhores, em 2004. Assim, será preciso dar algo a mais para mudar o panorama e continuar sonhando com o título.
 
“Temos a semana pela frente para trabalhar, escutar o que o (técnico) Givanildo (Oliveira) tem para falar, rever o jogo passado e observar o que podemos aproveitar para reverter o placar na casa deles”, argumenta o lateral-esquerdo João Paulo, de 32 anos.
 
A última vez que o Coelho conseguiu vencer a Raposa por dois gols de diferença foi no jogo de ida das semifinais de 2016, quando fez 2 a 0, no Independência, gols de Adalberto e Victor Rangel. Na volta, garantiu a vaga segurando o 0 a 0 no Mineirão. O time, que havia ficado em quarto lugar na primeira fase, acabou campeão estadual ao bater o Atlético na decisão.
 
No ano passado, quando foi segundo na primeira fase, foi eliminado pelo mesmo Galo nas semifinais, com derrotas por 1 a 0 e 2 a 0. Já em 2017, foi terceiro e pegou o vice-líder Cruzeiro valendo vaga nas semifinais. Depois de empatar o jogo de ida por 1 a 1, perder a volta por 2 a 0.
 
Mesmo quando pegou times do interior, o Coelho não se saiu bem. Foi o que ocorreu em 2009, quando foi quinto colocado na primeira fase. O adversário foi o Rio Branco, com empate sem gols no jogo de ida das semifinais, em Belo Horizonte, e derrota por 3 a 0 em Poços de Caldas. Já em 2006 caiu nas semifinais diante do Ipatinga, que foi o melhor time da primeira fase, com derrotas por 3 a 2, na capital, e 3 a 1, no Vale do Aço.

VANTAGEM Um fato que pode ajudar o América é o de o adversário ter de viajar ao Equador para enfrentar o Emelec, amanhã, pela Copa Libertadores. Os americanos, porém, preferem se concentrar na própria preparação para conseguir o objetivo.
 
“Pode ser levado em conta o desgaste que terão na partida do meio de semana, mas o Cruzeiro tem um bom departamento de fisiologia e preparação física para recuperar bem os jogadores. Estamos preocupados mesmo é com o nosso descanso e recuperação. É retomarmos nossa confiança nos treinamentos para, no sábado, fazermos um grande jogo e conquistarmos a classificação”, diz João Paulo.
 
O lateral-direito Leandro Silva e o volante Juninho, com lesões na coxa esquerda, que desfalcaram o time no domingo, continuaram o tratamento. Há possibilidade de que ambos fiquem à disposição para sábado.


Publicidade