Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Estado de Minas

De olho no prêmio de R$ 71,8 milhões


postado em 06/03/2019 05:03

O Palmeiras, do técnico Luiz Felipe Scolari, estreia fora de casa, diante do Junior Barranquilla(foto: Alexandre Guzanshe/EM/D.A Press - 5/8/18)
O Palmeiras, do técnico Luiz Felipe Scolari, estreia fora de casa, diante do Junior Barranquilla (foto: Alexandre Guzanshe/EM/D.A Press - 5/8/18)


Além do Atlético, três times brasileiros estreiam hoje na Libertadores: Palmeiras, Internacional e Grêmio. Como as outras equipes, brigam por premiação que chegará a US$ 19 milhões (cerca de R$ 71,8 milhões) para o campeão. O Inter será o primeiro a ir a campo. Encara o Palestino-CHI, às 19h25, no Estádio San Carlos de Apoquino, em Santiago. A equipe volta à Libertadores depois de quatro anos. Brigou pelo título brasileiro ano passado e agora quer recuperar o bom momento, pois teve sequência ruim no Gaúcho – viveu seu pior início de ano desde 2007, vencendo apenas um dos quatro primeiros jogos do ano. No Grupo A estão ainda Alianza e River Plate, que se enfrentam às 21h30, em Lima.

Do time-base que terminou 2018 saíram o lateral Fabiano e o atacante Damião. O técnico Odair Hellmann recebeu dois reforços: os atacantes Neilton e Guilherme Parede. O peruano Paolo Guerrero só poderá estrear em abril, quando termina sua suspensão por doping.

Atual campeão brasileiro, o Palmeiras repete o roteiro em busca do seu segundo título na Libertadores, 20 anos depois da conquista do primeiro. O primeiro desafio será o Junior Barranquilla, às 21h30, na Colômbia. A diretoria apostou na manutenção do técnico Luiz Felipe Scolari, campeão em duas edições do torneio, e segurou atletas importantes, como Dudu e Bruno Henrique. Para dar prioridade à competição e formar dois times, continuou contratando e trouxe, entre outros, Arthur Cabral, Felipe Pires, Zé Rafael e Ricardo Goulart. Pela mesma chave, a F, o Melgar-PER recebe o San Lorenzo-ARG, às 19h15.

Campeão em 2017 e semifinalista em 2018, o Grêmio chega como favorito de novo. Líder do Gaúcho com os reservas atuando em algumas partidas, o time está descansado para estrear hoje diante do Rosario Central, que não vence há 12 jogos. O confronto pelo Grupo H, na Argentina, será às 21h30. Os outros rivais são Libertad-PAR e Universidad Católica-CHI.

Renato Gaúcho manteve alguns pilares, como Luan e Geromel, e repôs os que saíram. Rômulo e Montoya atuam no meio, após Ramiro ir para o Corinthians. No gol, Julio Cesar substitui Marcelo Grohe. Tardelli, principal contratação do ano, ainda não está liberado, já que se recondiciona fisicamente.

Neste ano, a Conmebol dobrou a premiação em relação à temporada anterior. O prêmio ao campeão chegará a US$ 19 milhões (cerca de R$ 71,8 milhões). O valor vem crescendo porque os organizadores enfrentam pressão das equipes. Isso levou a Conmebol a subir a cota para US$ 1 milhão (R$ 3,7 milhões) por jogo como mandante na fase de grupos. Nas oitavas, o ganho salta para US$ 1,05 milhão (R$ 3,9 milhões). Jogar as quartas valerá US$ 1,2 milhão (R$ 4,5 milhões) e a semifinal, US$ 1,75 (R$ 6,6 milhões). O campeão levará para casa US$ 12 milhões só pela partida de disputa do título, o equivalente a R$ 45,3 milhões, com US$ 6 milhões (R$ 22,7 milhões) ao vice.

Boa estreia rubro-negra O Flamengo estreou ontem com vitória por 1 a 0 sobre o San José, na altitude de 3.750 metros de Oruro, na Bolívia, pelo Grupo D. Gabigol marcou para o time carioca.


FIQUE LIGADO
BRASILEIROS EM CAMPO

19h15    Palestino-CHI x Internacional
21h30    Junior Barranquilla-COL x Palmeiras
    Rosario Central-ARG x Grêmio


Publicidade