Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Publicidade

Estado de Minas

Pé direito de Neymar é dor de cabeça no PSG

Craque brasileiro será avaliado hoje pelo médico da Seleção Brasileira e do Atlético, Rodrigo Lasmar


postado em 28/01/2019 05:11

Neymar será avaliado hoje pelo médico da Seleção Brasileira e do Atlético, Rodrigo Lasmar, em Paris (foto: franck fife/afp )
Neymar será avaliado hoje pelo médico da Seleção Brasileira e do Atlético, Rodrigo Lasmar, em Paris (foto: franck fife/afp )

 

 




O pé direito de Neymar não é problema apenas para o Paris Saint-Germain, que perdeu um de seus principais jogadores para a primeira partida das oitavas de final da Liga dos Campeões contra o Manchester United, em 12 de fevereiro, no Old Trafford. A lesão que o craque sofreu na partida de quarta-feira contra o Strasbourg, pela Copa da França – e que o tirou da vitória de ontem, diante do Rennes, por 4 a 1 pelo Campeonato Francês –, preocupa também a Seleção Brasileira, pois ele é a estrela maior do time do técnico Tite que tentará vencer a Copa América em casa. O brasileiro, que recebeu a visita de Tite ontem, em Paris, será avaliado hoje pelo médico da Seleção Brasileira e do Atlético, Rodrigo Lasmar.

A apreensão se deve, sobretudo, ao fato de Neymar estar sentindo dor no mesmo pé que foi operado em março do ano passado, em Belo Horizonte, quando ele precisou corrigir uma fratura no quinto metatarso. O atacante já está em tratamento e passará por novos exames nesta semana. Ainda não é possível saber quanto tempo Neymar terá de ficar afastado dos gramados.

A ida de Lasmar para Paris é um convite do PSG, que trabalha alinhado com a Seleção Brasileira, e um pedido de Neymar. Nova cirurgia não é possibilidade descartada. Por isso, neste momento a presença do craque na Copa América também passou a ser dúvida. O Brasil estreia em 14 de junho, no Morumbi, contra a Bolívia.

Depois da goleada sobre o Rennes, ontem, o técnico do PSG, Thomas Tuchel, confirmou que Neymar não vai enfrentar o United daqui a 15 dias, aumentando os rumores a cerca da gravidade da lesão. O treinador evitou, contudo, fazer alarde quanto ao real quadro do atacante: “Ele está fora (contra o Manchester). É duro, claro. Mas, como já disse, é muito cedo para avaliar gravidade. Esta semana será importante e, enquanto isso, temos que buscar nossas soluções”,

HISTÓRICO 

Essa é a terceira lesão de Neymar em um ano. Em fevereiro de 2018, o craque fraturou o quinto metatarso do pé direito em jogo contra o Olympique de Marselha e foi operado por Rodrigo Lasmar no Hospital Mater Dei. Embora tenha se recuperado a tempo para a Copa do Mundo, não atingiu seu melhor nível na Rússia. Posteriormente, contundiu a virilha em 20 de novembro, no amistoso entre Brasil e Camarões.

Neymar não é o único lesionado a preocupar Tuchel, pois o líder do Francês também está com o meio-campista italiano Marco Verratti entregue ao departamento médico. “O fato de que Neymar e Marco estão lesionados é lamentável”, disse Tuchel. “Precisamos encontrar soluções coletivamente, para continuar ganhando”. Tuchel afirmou ter evitado conversar com Neymar quando o encontrou na sexta-feira, pois ele estava “muito triste”.




Publicidade