Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. ASSINE AGORA >>

Publicidade

Estado de Minas Doces e sobremesas

Doce de pêssego verde em calda

Receita fornecida por Maria de Fátima da Silva, de Sete Lagoas: (31) 3776-8193


postado em 07/04/2017 08:50

(foto: Marcos Michelin/EM)
(foto: Marcos Michelin/EM)

Ingredientes:

- 1 kg de pêssego verde inteiro

- 800 g de açúcar cristal

- 1 colher (sopa, rasa) de sal amoníaco

- Água

Restaurantes:

- Gôndola Ristorante (31) 3771-8686

- Lagoa Espetos (31) 3775-2888:

Churrascaria:

- Três Marias (31) 3775-2888

- Pizzaria Fiorenza (31) 3771-8931:

- Posto Três Poderes (31) 3773-9291:

- Fogão de Minas (31) 3774-4119:

- Quatro Estações Grill (31) 3771-9227:

- Frigideira Restaurante (31) 3771-6149:

- Vida Saudável (31) 3771-6312:

- Restaurante Engenho (31) 3773-9012

Modo de Preparo:

Ferver água suficiente para cobrir os pêssegos. Quando ferver, pôr as frutas já lavadas. Quando voltar a ferver, pôr o sal amoníaco e retirar assim que as cascas dos pêssegos tenham saído. Escorrer as frutas e lavar. Em um tacho, levar ao fogo um litro de água e o açúcar. Quando formar uma calda em ponto de fio (obtido quando a calda forma um fio ao escorrer da colher) pôr os pêssegos, que devem ser aquecidos antes em uma panela com água.

Deixar ferver por cerca de 10 minutos e retirar do fogo.



Dedicação que dá gosto

(foto: Marcos Michelin/EM)
(foto: Marcos Michelin/EM)

Antes de nos despedir da comunidade da Fazenda Velha, ainda reservamos um tempo na agenda e um espacinho no estômago para experimentar outra iguaria. Seguindo o rastro das doceiras de mão cheia do lugar, batemos na casa de Fatinha, apelido de Maria de Fátima da Silva, que por lá vive há 35 anos. Desse tempo, 20 anos são dedicados à arte culinária, atividade que ela mantém com gosto e sem planos de interromper.

"O pessoal fala que já está na hora de parar, mas eu não aguento. Faço porque gosto", diz. Um dos doces aprendidos nessa jornada é o de pêssego verde em calda, uma iguaria que, à primeira vista, pode parecer doce de figo, devido ao tamanho e à cor semelhantes. Mas basta uma olhada mais de perto para identificar a fruta. "Por aqui a gente encontra muito, na minha casa mesmo tem um pé. Ele é menor do que os outros e mais verdinho", explica.

O doce de pêssego é um dos que enfeitam uma bonita prateleira que Fatinha usa para expor suas criações. Ao lado dele, compotas de laranja da terra, mamão, goiaba e limão. A doceira teve as primeiras aulas de cozinha com a mãe, em um período em que ela estava doente e não podia cozinhar. Depois disso, nunca mais parou de aprender. Nem de ensinar doces lições.

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade