Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. ASSINE AGORA >>

Publicidade

Estado de Minas Café da manhã

Biscoito de angu

Receita fornecida por Vilma Lúcia da Silva Coelho, de São Joaquim de Bicas: (31) 3522-0755


postado em 09/05/2011 08:00

(foto: Jair Amaral/EM)
(foto: Jair Amaral/EM)

Ingredientes:

- 500 ml de óleo

- 1 litro de água

- 1 kg de farinha de trigo

- 8 a 12 ovos(dependendo do tamanho)

- 2 colheres(sopa) de sal

- Folhas debananeira

Tradição:

- Na casa de Maria do Beijo, além de biscoitos e outras quitandas, é preparada uma saborosa farinha de mandioca torrada, feita seguindo tradicional receita caseira. Quem quiser encomendar a iguaria ou conhecer o processo de preparo, procurar a mineira.

Modo de Preparo:

Levar ao fogo o óleo e a água. Quando começar a ferver, pôr a farinha aos poucos e mexer com a colher por cerca de 10 minutos. Retirar do fogo e, quando a massa estiver morna, pôr o sal e os ovos e, com as mãos, amassar até o ponto de enrolar. Cortar pedaços do tamanho aproximado de enrolar, fazendo argolas grandes. Caso vá assar em forno a gás, forrar o tabuleiro com folha de bananeira e pôr os biscoitos.

Assar em forno alto, até dourar e crescer. Caso use o forno a lenha, pôr cada biscoito em um pedaço de folha de bananeira e colocar diretamente na superfície do forno.



Doce magia dos quintais

(foto: Jair Amaral/EM)
(foto: Jair Amaral/EM)

No meio da semana, as linguiças encomendadas para a feira de sábado já estão sendo produzidas. Seguindo a moda antiga, a carne suína é picadinha e não triturada. No mesmo espaço, o doce de leite é vigiado no fogo, para ficar no ponto certo, que é cheio de raspas, do jeito que a freguesia gosta. Já tem gente à espera da rosca encomendada, que logo vai sair quentinha e vistosa do forno a lenha. Ao mesmo tempo, o biscoito de angu é amassado e modelado, um a um, em folhas de bananeira.

E no centro dessas tarefas está Vilma Lúcia da Silva Coelho, da comunidade da Farofa, que pertence a São Joaquim de Bicas, a 30 quilômetros de BH. Acostumada desde nova à lida no fogão, a mineira fez da cozinha seu meio de vida. Iguarias são preparadas durante o dia inteiro, num trabalho que envolve toda a família. Uma das discípulas de Vilma é a filha Fabiane da Silva Coelho, que a ajuda no preparo das quitandas e, principalmente, nas vendas.

"Saio com meu balaio no ombro e converso com todos. Acho muito importante o nosso trabalho, porque mantém as tradições", conta. A rosca e o biscoito estão no ponto. Com agilidade, Vilma leva as iguarias à mesa, serve um cafezinho e dá continuidade a outros afazeres. Mesmo com o corre-corre, nada desanda. A Vilma, nossos dignos aplausos.

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade