UAI
Publicidade

Estado de Minas SÃO PAULO

Paulo Maluf é condenado a pagar multa de R$ 2,87 mi por improbidade

Em 2017, Maluf foi condenado por crime de lavagem de dinheiro, com pena de quase oito anos de prisão pela Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal


04/07/2022 22:48 - atualizado 04/07/2022 22:48

Paulo Maluf passa pela imprensa
Paulo Maluf está em prisão domiciliar há quatro anos (foto: Ed Alves/CB/D.A Press)
O ex-prefeito de São Paulo, Paulo Maluf, deve pagar uma multa de R$ 2,87 milhões após ser condenado pela Justiça nesta segunda-feira (4/7) por improbidade administrativa, pois teria usado manobras irregulares nas contas do município para justificar gastos extras.

 

Em 2017, Maluf foi condenado por crime de lavagem de dinheiro, com pena de quase oito anos de prisão pela Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal (STF).

 

O político  está há quatro anos em prisão domiciliar.

Durante o tempo que esteve à frente da capital paulista, Maluf foi acusado pelo Ministério Público Federal de ter enviado dinheiro desviado da Prefeitura para o exterior.

 

Segundo estimativas do MPF, cerca de US$ 172 milhões foram desviados do município.


Os advogados do ex-prefeito pediram que fosse concedido o indulto humanitário por razão de grave doença, mas foi negado pelo relator, o ministro Edson Fachin, que concedeu liberdade condicional, pois, segundo afirmou, o político já cumpriu mais de um terço da pena e apresentou bom comportamento.

Cármen Lúcia, Alexandre de Moraes, Gilmar Mendes, Rosa Weber e Luís Roberto Barroso também decidiram pela negativa.

 

Apenas o ministro Dias Toffoli votou de maneira favorável ao indulto.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade