UAI
Publicidade

Estado de Minas ELEIÇÕES

Ala do União Brasil deve pedir impugnação da filiação de Moro

Decisão foi tomada pelos integrantes do antigo DEM depois que ex-juiz disse não ter 'desistido de nada'


01/04/2022 18:23 - atualizado 01/04/2022 18:45

Moro
Ex-juiz Sergio Moro (foto: JOSÉ CRUZ/AGÊNCIA BRASIL)

Uma ala do União Brasil formada por integrantes da direção do antigo DEM deve pedir a impugnação da filiação do ex-juiz Sergio Moro ao partido.


 
A decisão é uma reação à declaração do ex-magistrado de que "não desistiu de nada".

LEIA TAMBÉM: 
Moro: 'Não serei candidato a deputado federal'


O grupo é o mesmo que na quinta-feira havia soltado uma nota em que deixava "claro que o  eventual ingresso (de Moro) ao União Brasil não pode se dar na condição de pré-candidato à Presidência da República".

Assinavam a nota o ex-prefeito ACM Neto, secretário-geral do União Brasil, o ex-senador José Agripino Maia, vice-presidente da legenda, o deputado Efraim Filho, o governador de Goiás, Ronaldo Caiado, a deputada Professora Dorinha (BA), o ex-ministro Mendonça Filho, o senador Davi Alcolumbre e o prefeito de Salvador, Bruno Reis.

Durante coletiva de imprensa, Moro disse não ter desistido de nada, mas também afirmou que deixou a pré-candidatura por precisar de uma unificação da terceira via.

LEIA TAMBÉM: Moro cita Doria, D'avilla, Tebet e Janones para pedir 'unificação'

"Não desisti de nada. Muito menos do meu sonho de mudar o Brasil. Pelo contrário, sigo firme no meu projeto. Brasil vive um momento decisivo… propostas erradas de Lula e Bolsonaro, governos baseados em mentiras", disse.

Ainda segundo Moro, ele se filiou ao União Brasil porque o partido é o mais alinhado ao centro político. 

"Eu me filiei ao União do Brasil com a intenção de unificar para tentar combater o radicalismo. Meu movimento precisou de desprendimento e humildade. Não foi um atalho fácil, foi um caminho árduo. Sou privilegiado por estar ao lado de grandes nomes da política", concluiu.

Sergio Moro desistiu da candidatura à Presidência na tarde de ontem, depois que se filiou ao União Brasil, deixando para trás o Podemos. Inicialmente, foi anunciado que o ex-juiz seria pré-candidato a deputado federal.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade