UAI
Publicidade

Estado de Minas CPI DO USO DA MÁQUINA PÚBLICA

Nova CPI que investiga Prefeitura de BH tem vereadores definidos

CPI do Uso da Máquina Pública tem previsão de início em 16 de novembro deste ano


27/10/2021 11:11 - atualizado 27/10/2021 11:30

Vereadores Ciro Pereira e Marcos Crispim e vereadora Professora Duda Salabert
Ciro Pereira, Marcos Crispim e Duda Salabert são membros titulares da CPI do Uso da Máquina Pública (foto: Abraão Bruck/Câmara Municipal de Belo Horizonte)
A nova Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Câmara Municipal de Belo Horizonte que vai apurar possíveis irregularidades na Prefeitura de BH teve os sete vereadores definidos. São eles: Flávia Borja (Avante), primeira signatária, Nikolas Ferreira (PRTB), Álvaro Damião (DEM), Ciro Pereira (PTB), Professora Duda Salabert (PDT), Marcos Crispim (PSC) e Wilsinho da Tabu (PP).

Os suplentes são Marcela Trópia (Novo), Walter Tosta (PL), Wesley Autoescola (Pros), Professor Juliano Lopes (Agir), Miltinho CGE (PDT), Jorge Santos (Republicanos) e Wanderley Porto (Patriota). Os vereadores foram indicados na última sexta-feira (22/10) à presidência da Câmara de BH pelas lideranças dos partidos.

Esta comissão, batizada de CPI do Uso da Máquina Pública, foi aberta após um requerimento com assinatura de 14 vereadores ser protocolado na Câmara de BH. Ela foi aberta após a extinção, em 15 de outubro, da CPI do Nepotismo - aberta em 30 de setembro para apurar suposto nepotismo no setor de comunicação da prefeitura.

Além deste suposto caso de nepotismo, a CPI do Uso da Máquina Pública também vai analisar possíveis vantagens pessoais e políticas na Prefeitura de BH, além de funcionários "fantasmas". A previsão é de que a comissão inicie os trabalhos em 16 de novembro, terça-feira, com definição de presidente e relator.

Mais uma CPI


A Câmara de BH conta com outras duas CPIs, que serão encerradas antes do início da CPI do Uso da Máquina Pública. Uma diz respeito à Empresa de Transportes e Trânsito de Belo Horizonte (BHTrans), enquanto a outra aborda os gastos da Prefeitura de Belo Horizonte durante a pandemia de COVID-19.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade