UAI
Publicidade

Estado de Minas DISCUSSÃO

Ator Sérgio Marone e secretário Mário Frias batem boca nas redes sociais

Marone foi às redes reclamar do adiamento da votação da Lei Paulo Gustavo no Senado e a falta de empenho de Mário Frias para agilizar a apreciação da matéria


16/09/2021 09:08 - atualizado 16/09/2021 09:16

None
(foto: Munir Chatack/Record e Roberto Castro/Mtur)
Os atores Sérgio Marone e Mário Frias, atual secretário especial de Cultura do governo federal, trocaram farpas nas redes sociais. O mote foi o adiamento da votação da lei Paulo Gustavo no Senado. O texto do projeto prevê injeção de R$ 4,3 bilhões do orçamento do governo nos setores cultural e audiovisual.

Sérgio foi às redes sociais criticar o Senado e também Frias, que não teria se empenhado em agilizar a votação do projeto no Senado Federal. "Isso, deixa um monte de ex-colegas seus passando fome. Entendo seu amargor por não ter seguido na carreira artística, mas entenda. Não fosse seus olhos azuis, jamais teria uma oportunidade na TV", disparou Marone.


Mário respondeu ironizando Marone: "Claro, Morango. Vou deixar de criar um curso profissionalizante para capacitar jovens de baixa renda no mercado de trabalho, aprendendo programação, design gráfico, criação de roteiro, produção musical etc, para dar dinheiro para ex-colega famoso. Vai esperando."


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade