Publicidade

Estado de Minas RACISMO

Mario Frias afirma que historiador negro 'precisa de um bom banho'

Internautas acusam o secretário de Cultura de Bolsonaro de racismo pela declaração sobre o historiador Jones Manoel


15/07/2021 14:42 - atualizado 15/07/2021 15:11

Secretário de Cultura, Mario Frias, fez declaração racista em postagem no Twitter(foto: Roberto castro/Mtur)
Secretário de Cultura, Mario Frias, fez declaração racista em postagem no Twitter (foto: Roberto castro/Mtur)
O secretário de Cultura do governo de Jair Bolsonaro (sem partido), Mário Frias, fez uma declaração racista sobre o historiador e educador Jones Manoel, nesta quinta-feira (15/7). Em uma postagem no Twitter, Frias disse que Manoel “precisa de um bom banho”.

 

 


O ataque aconteceu em resposta a um post de Tercio Arnaud, secretário especial da Presidência da República. Ele publicou uma reportagem em que o historiador diz que “já comprou fogos para uma eventual morte de Bolsonaro”. 
 
 

Junto com a matéria, Arnaud questiona quem é Jones Manoel. Mario Frias então responde: “Realmente eu não sei. Mas se eu soubesse diria que ele precisa de um bom banho.”

Após o comentário, Jones Manuel rebateu o secretário, também no Twitter, dizendo que Frias é “ex-ator frustrado e atual fascista cometendo um crime de racismo diário”.
 
 
 
*Estagiária sob supervisão da editora-assistente Vera Schmitz


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade