Publicidade

Estado de Minas EM MAIO DE 2020

Com Pazuello, Wizard disse que missão era 'forrar o Brasil com cloroquina'

Wizard é apontado pelos senadores como um dos líderes do chamado 'gabinete paralelo', grupo de aconselhamento do presidente para o enfrentamento da pandemia


21/06/2021 17:07 - atualizado 21/06/2021 18:01

Carlos Wizard e General Eduardo Pazuello(foto: Redes Sociais/Reprodução)
Carlos Wizard e General Eduardo Pazuello (foto: Redes Sociais/Reprodução)
Em maio de 2020, o empresário Carlos Wizard, apontado como um dos membros do "gabinete paralelo" de Jair Bolsonaro (sem partido), apresentou o ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello em uma live e afirmou ter recebido a “missão” de acompanhar contratos e “forrar o Brasil com hidroxicloroquina”.
 

 
Durante a live, Wizard interrompeu o diálogo com o repórter da revista e mostrou que estava ao lado de Pazuello.
 
“Vou ter apresentar o nosso ministro da Saúde, general Pazuello. Estou falando aqui com a "Istoé" e com o nosso colega Celso. Ele quer uma palavra sua. Pode ser?“ Pazuello responde: “E aí irmão, tudo bem?."
 
Em seguida, o empresário começa a falar sobre os fornecedores do remédio sem eficácia. De acordo com Wizard, o Brasil “logo, logo” vai ser “forrado com medicamentos ainda na fase inicial do tratamento”

“A missão que o general me passou foi de acompanhar os grandes fornecedores, os grandes contratos. Você sabe que o orçamento que nós temos no Ministério da Saúde é um dos maiores que nós temos da nação. Logo, logo, você vai ver aí que o Brasil vai ser forrado com medicamentos ainda na fase inicial do tratamento, cloroquina, hidroxicloroquina”, afirmou.
 
Wizard é apontado pelos senadores como um dos líderes do chamado “gabinete paralelo”, grupo de aconselhamento do presidente Jair Bolsonaro para o enfrentamento da pandemia e que teria incentivado o uso de medicamentos sem comprovação de eficácia contra COVID-19.
 
Na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da COVID, que acontece no Senado, o empresário iria depor na condição de testemunha. Na sexta-feira (18/6), ele foi classificado como investigado.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade