Publicidade

Estado de Minas SENADO

CPI DA COVID: Mandetta deve depor na próxima terça-feira

O relator da CPI, Renan Calheiros (MDB-AL), apresentou, nesta terça-feira (27/4), um plano de trabalho e pedidos de investigação


27/04/2021 14:30 - atualizado 28/04/2021 17:38

Luiz Henrique Mandetta (foto: Agência Brasil/Reprodução)
Luiz Henrique Mandetta (foto: Agência Brasil/Reprodução)
O ex-ministro Luiz Henrique Mandetta terá que prestar esclarecimentos sobre a atuação do governo no enfrentamento à pandemia na CPI da COVID-19 no Senado. Depoimento deve acontecer na próxima terça-feira (4/5).


Os quatro ministros que ocuparam o Ministério da Saúde serão chamados para prestar depoimentos na condição de testemunhas, não de investigados. 


Mandetta será o primeiro a ser ouvido, pois, o requerimento propõe que as oitivas ocorram em ordem cronológica do início da pandemia até o momento. Em seguida, Nelson Teich, Eduardo Pazuello e, por fim, o atual ministro Marcelo Queiroga serão ouvidos pela comissão.

Próximos passos


Agora, a CPI parte para a aprovação de um plano de trabalho com diretrizes para condução de investigação.

Renan Calheiros já montou uma lista com possibilidades. Os senadores devem apresentar até às 12h de quarta-feira (28/4) suas sugestões a Calheiros, que consolidará o plano.

A próxima reunião ficou marcada para quinta-feira (29/4), quando esse planejamento escrito por Renan será votado. 

Também serão colocados em votação os primeiros requerimentos para convocação de testemunhas e pedidos de informações.
 
* Estagiária sob supervisão da subeditora Ellen Cristie.   






receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade