Publicidade

Estado de Minas PANDEMIA

Osmar Aziz para ala bolsonarista: 'Medo da CPI ou do senador Renan?'

A decisão de colocar o senador Renan Calheiros (MDB-AL) relator dos trabalhos acabou irritando alguns senadores


27/04/2021 13:12 - atualizado 27/04/2021 13:58

A reunião foi aberta às 10h e, por duas horas e meia, houve debates entre os parlamentares(foto: Edilson Rodrigues/Agência Senado)
A reunião foi aberta às 10h e, por duas horas e meia, houve debates entre os parlamentares (foto: Edilson Rodrigues/Agência Senado)
Durante a primeira reunião da CPI da COVID, o senador Omar Aziz (PSD-AM) foi eleito presidente, e Randolfe Rodrigues (Rede-AP), vice-presidente. Em seguida, Omar Aziz indicou Renan Calheiros (MDB-AL) relator dos trabalhos, o que acabou irritando alguns outros senadores.

Alguns parlamentares apontam que Renan não poderia nem mesmo participar da comissão por ser pai do governador de Alagoas, Renan Filho (MDB), já que um dos objetos de investigação da CPI seria apurar o eventual desvio de verbas federais enviadas aos estados para o enfrentamento da pandemia de COVID.

Por isso, em meio uma discussão com o senador Marcos Rogério (DEM), o presidente da comissão questionou o motivo do medo da instauração da CPI, que além de investigar os desvios dos estados vai investigar as ações do presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

Leia: Com braço na tipóia, Flávio vai à CPI da COVID defender Bolsonaro

"É medo da CPI ou do senador Renan?", pontuou Omar.



Em meio às discussões, ala bolsonarista também aponta que Renan poderia agir como um "carrasco" pelas suas ideologias contra o presidente Bolsonaro.

Leia: Aziz é eleito presidente da CPI da COVID; Randolfe fica Durante as últimas semanas, o senador recebeu muitos xingamentos nas redes sociais por ser um possível relator.

Entenda

A reunião foi aberta às 10h e, por duas horas e meia, houve debates entre os parlamentares. Enquanto a base aliada questionou a possível indicação de Renan, a oposição afirmou que o senador não pode ter limitadas as suas prerrogativas parlamentares.

Na noite de ontem,  a Justiça Federal em Brasília chegou até mesmo a conceder uma liminar atendendo a um pedido da deputada bolsonarista Carla Zambelli (PSL-SP), para suspender a eventual escolha de Renan para relator. A Mesa do Senado recorreu, e o Tribunal Regional Federal da Primeira Região (TRF-1), com sede em Brasília, derrubou a decisão.

Veja ao vivo


 

* Estagiária sob supervisão da subeditora Ellen Cristie.  


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade