Publicidade

Estado de Minas SEM GÊNERO

MEC recua e exclui o termo 'bem vindx' do site da pasta

Ação foi feita após políticos conservadores não gostarem do uso do termo utilizado pela comunidade LGBTQIA+ para uma linguagem neutra e sem gênero


23/04/2021 16:43 - atualizado 23/04/2021 17:04

O ministro da Educação, Milton Ribeiro, é pastor evangélico e já fez comentários considerados preconceituosos pela comunidade LGBTQIA (foto: Marcos Corrêa/PR)
O ministro da Educação, Milton Ribeiro, é pastor evangélico e já fez comentários considerados preconceituosos pela comunidade LGBTQIA (foto: Marcos Corrêa/PR)
O Ministério da Educação usou um termo utilizado pela comunidade LGBTQIA+ para uma linguagem neutra e sem gênero e acabou irritando alguns políticos conservadores. O termo “bem vindx” foi colocado em uma apresentação sobre o Qualifica Mais, publicada no site do MEC


Em nota encaminhada ao Estado de Minas, o ministério esclarece que o texto em questão não foi produzido pela pasta e sim por um órgão parceiro dentro do programa Qualifica Mais e Emprega Mais. “Imediatamente após termos ciência do fato, o MEC solicitou a sua correção”, pontuou a pasta.

O projeto que utilizou o termo é voltado para trabalhadores de até 29 anos e oferece vagas gratuitas em cursos de qualificação profissional.

O ministro da Educação, Milton Ribeiro, é pastor evangélico e já fez comentários considerados preconceituosos pela comunidade LGBTQIA+. 
 
* Estagiária sob supervisão da subeditora Ellen Cristie. 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade