Publicidade

Estado de Minas

Viana ataca decisão do STF de instalar CPI da COVID-19: ''Desrespeito''

O parlamentar mineiro disse também que era a hora de o Senado dar uma resposta corajosa ao STF


08/04/2021 21:41 - atualizado 08/04/2021 22:06

Senador Carlos Viana (PSD) criticou a decisão do STF sobre a CPI da COVID-19(foto: Tulio Santos/EM/D.A Press.)
Senador Carlos Viana (PSD) criticou a decisão do STF sobre a CPI da COVID-19 (foto: Tulio Santos/EM/D.A Press.)
O senador Carlos Viana (PSD-MG) classificou a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) de determinar a instalação da CPI da COVID-19 “um completo desrespeito entre os poderes da República.”
Em uma postagem no Twitter, na noite desta quinta-feira (8/4), o senador disse que o ativismo judicial chegou a um limite perigoso e inconstitucional. Além disso, acrescentou que era hora de o Senado dar uma resposta corajosa ao STF. 
 
 

Decisão monocrática

O ministro Luís Roberto Barroso determinou, nesta quinta-feira, que o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), instale a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da COVID-19. O objetivo da comissão é apurar possíveis irregularidades do governo de Jair Bolsonaro no combate à pandemia.

O pedido foi feito pelos senadores Alessandro Vieira (Cidadania-SE) e Jorge Kajuru (Cidadania-GO). 
 
A solicitação tem como alvo, além do presidente, também o ex-ministro Eduardo Pazuello.
 
Segundo os senadores, o presidente do Senado apresenta uma postura deliberada de inércia sobre a instalação da CPI.

Pacheco disse recentemente que a CPI não deveria ser instalada, pois poderia gerar instabilidade política no país.
 
“O funcionamento de uma CPI que eventualmente preencha os requisitos constitucionais, neste momento, poderá ter o efeito inverso ao desejado, como o de eventualmente gerar desconfiança da população em face das autoridades públicas em todos os níveis, promover reações sociais inesperadas.”


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade