Publicidade

Estado de Minas VOTO CONTRA SUSPEIÇÃO

Nunes Marques sobre Moro: Estilo 'detestável' não anula suas decisões

Ministro indicado pelo presidente Jair Bolsonaro para o Supremo votou contra a suspeição do ex-juiz no caso do ex-presidente Lula


23/03/2021 15:23 - atualizado 23/03/2021 15:38

Durante o discurso, o ministro critcou os hackers que invadiram o Telegram dos procuradores da Lava-Jato(foto: Agência Brasil/Reprodução)
Durante o discurso, o ministro critcou os hackers que invadiram o Telegram dos procuradores da Lava-Jato (foto: Agência Brasil/Reprodução)
O juiz do Supremo Tribunal Federal (STF) indicado pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido), Kassio Nunes Marques, afirmou, nesta terça-feira (23/03), durante julgamento da suspeição de Sergio Moro, que a discordância do réu em relação a um juiz “detestável” não leva à anulação de suas decisões. 

“Um julgador pode prever o resultado de um processo. No primeiro grau, isso é facilitado por decisões monocráticas. Tal circunstância não chega a caracterizar vício jurídico. Embora se possa discordar de uma decisão e considerar seu estilo detestável, isso está longe de ser motivo para anular pronunciamentos jurisdicionais”, declarou.

Nunes Marques votou contra a suspeição do ex-juiz. Durante o discurso, o ministro critcou os hackers que invadiram o Telegram dos procuradores da Lava-Jato. As conversas obtidas por eles, são o principal argumento da defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

"Provas inaceitáveis por serem oriundas de prática de crimes", disse o ministro. "Estamos diante de diálogos obtidos por meio ilícito, que foram obtidos de forma clandestina e sem autorização judicial. A prova é impossível de ser utilizada", ponderou. 

Entenda
 

A Segunda Turma do STF retomou na tarde desta terça-feira (23/3) o julgamento sobre a suposta parcialidade do ex-juiz Sérgio Moro ao condenar Lula na ação do triplex do Guarujá.

O caso foi incluído na pauta da Segunda Turma após o ministro Kassio Nunes Marques devolver a vista e liberar o processo para julgamento. 
 

Veja ao vivo:

 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade