Publicidade

Estado de Minas

Pacheco sobre reuniões com Ministério da Saúde: 'Tento ser colaborativo'

Presidente do Senado afirma que se encontrou com ministro Eduardo Pazuello para buscar soluções sobre a pandemia do coronavírus no Brasil e a compra de vacinas


01/03/2021 23:02 - atualizado 01/03/2021 23:20

Pacheco diz que não é momento de conflitos políticos em torno da vacina(foto: Reprodução/TV Cultura)
Pacheco diz que não é momento de conflitos políticos em torno da vacina (foto: Reprodução/TV Cultura)
 
O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), afirmou que vem se reunindo com o Ministério da Saúde para apresentar soluções práticas para buscar medidas mais eficazes do controle do coronavírus e tentar meios de acelerar a vacinação no Brasil. Neste domingo (28/2), ele teve encontro com o ministro Eduardo Pazuello para discutir questões, sobretudo sobre o fornecimento de imunizantes aos estados.
 
Num momento que o presidente Jair Bolsonaro tem sido criticado pela postura de defender o fim do isolamento e negar a vacina, Pacheco diz que não é momento de dar destaque aos conflitos políticos no país.

“Tenho convicção de que é uma doença grave, que não pode se aglomerar, que estamos passando por fase difícil. O melhor caminho é a cautela, prudência e o reconhecimento e que a ciência resolverá seus problemas. Comportamentos individuais de agentes públicos eu prefiro me apegar à solução prática de política pública vinda do Ministério da Saúde, dos governadores e dos prefeitos”, afirmou o parlamentar.

Ele assegura que confia na palavra de Pazuello, que vem prometendo nova remessa de vacinas para o Brasil nos próximos meses: “Eu confio no que disse o ministro da Saúde de que teremos vacinação de 25 milhões de dose em março.  Em abril, teremos 45 milhões só com Fiocruz e Butantan".

"Tenho que insistir nisso e tenho que ser colaborativo para que o Governo Federal consiga implementar o programa de vacinação no Brasil. Prefiro me apegar nas políticas públicas reais que vão resolver o problema. Melhor que essa verborragia que contamina o discurso político e tem um viés eleitoreiro”, completou o senador.

Ele disse que o Senado vai se empenhar para a aprovação da Proposta de Emenda Constitucional que libera a iniciativa privada a comprar vacinas a fim de acelerar o Plano Nacional de Imunização (PNI) no Brasil.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade