Publicidade

Estado de Minas ALERTA NAS REDES

Twitter classifica post de Onyx Lorenzoni como 'informação enganosa'

Ministro da Cidadania havia publicado mensagem defendendo 'tratamento precoce' para a COVID-19 com remédios sem comprovação científica


26/01/2021 22:13 - atualizado 26/01/2021 22:28

Publicação de Onyx Lorenzoni foi advertida como 'informação enganosa' pelo Twitter(foto: Marcos Corrêa/PR)
Publicação de Onyx Lorenzoni foi advertida como 'informação enganosa' pelo Twitter (foto: Marcos Corrêa/PR)
Uma mensagem publicada pelo ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni, sobre o “tratamento precoce” da COVID-19 foi classificada pelo Twitter como “informação enganosa”. Isso porque os medicamentos citados por Onyx, como azitromicina e hidroxicloroquina, não possuem comprovação científica para agir contra o coronavírus.

 

 


A mensagem foi publicada por Onyx na última sexta-feira (22/01). Na ocasião, o ministro havia compartilhado um vídeo da Rádio Jovem Pan, na qual noticiava que um “jornal americano de medicina começou a recomendar a hidroxicloroquina e a azitromicina”. Junto das imagens, Lorenzoni escreveu:

“Tratamento precoce agora também nos Estados Unidos, Jornal Americano de Medicina recomenda Hidroxicloroquina e Azitromicina no início do governo Biden, o Brasil já usa a (sic) meses e curamos mais de 8 milhões de pessoas. #FechadoComBolsonaro”, publicou.

Apesar de ter citado que o periódico recomendou os medicamentos no início do governo do presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, que tomou posse na semana passada, a notícia é de agosto do ano passado. Também não há qualquer eficácia comprovada cientificamente sobre “tratamento precoce” contra a COVID-19.

Mesmo classificando o post de Onyx como “informação enganosa”, o Twitter ainda permite que os usuários continuem visualizando a mensagem e o vídeo.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade