Publicidade

Estado de Minas JUSTIÇA

Ex-advogado da família Bolsonaro, Wassef vira réu em ação ligada à Lava-Jato

A denúncia foi aceita pela juíza federal substituta Caroline Vieira Figueiredo


30/09/2020 14:26 - atualizado 30/09/2020 15:02

 Frederick Wassef. (foto: Agência Brasil/Reprodução)
Frederick Wassef. (foto: Agência Brasil/Reprodução)
A Justiça Federal do Rio de Janeiro aceitou a denúncia de peculato e lavagem de dinheiro contra o ex-advogado da família Bolsonaro, Frederick Wassef. Com essa decisão, o advogado acabou virando réu da Operação E$quema. A denúncia foi aceita pela juíza federal substituta Caroline Vieira Figueiredo. A investigação é um desdobramento da Lava-Jato e investiga desvios na Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado do Rio de Janeiro (Fecomércio-RJ).
Além de Wassef, Orlando Diniz, ex-presidente da Fecomércio-RJ; Marcelo Cazzo, empresário que teria apresentado Wassef para o grupo; Márcia Carina Castelo Branco Zampiron, advogada; Luiza Nagib Eluf, advogada e Marcelo Cazzo, empresário, viraram réus.

Denúncia

Wassef se transformou em réu após uma denúncia sobre um suposto esquema de tráfico de influência envolvendo grandes escritórios de advocacia. Durante as investigações, foram encontradas movimentações suspeitas na conta do escritório pertencente ao advogado.

Segundo os investigadores, essa quantia teria sido desviados da  Fecomércio-RJ. Wassef saiu da defesa dos Bolsonaros após a prisão de Fabrício Queiroz, investigado por suspeita de rachadinha no gabinete de Flávio Bolsonaro na Alerj.
 
* Estagiária sub supervisão da subeditora Ellen Cristie. 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade