Publicidade

Estado de Minas CORONAVÍRUS

Prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto testa positivo para COVID-19

Chamado por Bolsonaro de 'bosta', Arthur Virgílio Neto está com cerca de 25% dos pulmões comprometidos pelo coronavírus


postado em 30/06/2020 14:31 / atualizado em 30/06/2020 15:10

O prefeito de Manaus Arthur Virgílio Neto, 74 anos, testou positivo para COVID-19 na madrugada desta terça-feira (30)(foto: Agência Brasil/Reprodução)
O prefeito de Manaus Arthur Virgílio Neto, 74 anos, testou positivo para COVID-19 na madrugada desta terça-feira (30) (foto: Agência Brasil/Reprodução)
O prefeito da cidade de Manaus, Arthur Virgílio Neto, de 74 anos, foi internado na madrugada desta terça-feira (30) na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) de um hospital particular da cidade. Arthur testou positivo para COVID-19 e, segundo os médicos, está com cerca de 25% dos pulmões comprometido pelo vírus. 
 
 
Em boletim médico divulgado pela Prefeitura de Manaus, Arthur tem quadro estável e vai continuar trabalhando de dentro do hospital. "O prefeito se encontra hemodinamicamente estável, sem necessidade de uso de drogas vasoativas, mantendo boa saturação de oxigênio em ar ambiente, realizando VNI com boa resposta. Lúcido e orientado, recebendo medicações por via oral conforme protocolo institucional”, diz o documento.
 
No ínicio de junho, o prefeito apresentou uma queixa-crime contra o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) no Supremo Tribunal Federal (STF). Arthur foi chamado de “um bosta de prefeito” pelo presidente durante a reunião ministerial de 22 de abril.
 
Na época, o prefeito de Manaus chegou a responder aos insultos do presidente por meio de nota. Disse que “representavam um verdadeiro “strip-tease moral” feito por "quem não tem a mínima condição de governar o Brasil". 
 

Números da cidade e do estado

Manaus tem 27.132 casos e 1.771 mortes por COVID-19.

O Amazonas é um dos estados mais afetados do país pela doença, com 69 mil casos e 2.792 mortes.
 
*Estagiária sob supervisão da subeditora Kelen Cristina

Compartilhe no Facebook
*Apenas para assinantes do Estado de Minas

Publicidade