Publicidade

Estado de Minas DESISTÊNCIA

Carlos Wizard deixa conselho do Ministério da Saúde e recusa assumir secretaria

Empresário disse que pretende continuar se dedicando a projetos sociais e pediu desculpas por declarações polêmicas


postado em 07/06/2020 19:57 / atualizado em 07/06/2020 20:09

Nomeação de Wizard era esperada para esta segunda-feira(foto: Divulgação)
Nomeação de Wizard era esperada para esta segunda-feira (foto: Divulgação)
O empresário Carlos Wizard disse, na noite deste domingo, que está deixando o conselho do Ministério da Saúde. Wizard também afirmou que não irá assumir a Secretaria de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos da pasta, convite feito pelo ministro interino da Saúde, general Eduardo Pazuello.

Wizard agradeceu Pazuello pela confiança, mas disse que pretende se dedicar aos trabalhos sociais que conduz desde 2018 em Roraima. Foi lá, inclusive, que o empresário conheceu o general. Na ocasião, o oficial do Exército na época atuava na Operação Acolhida.

No comunicado, Wizard pediu desculpas pelas declarações polêmicas que deu nos últimos dias. Recentemente, o empresário disse que o governo não pretendia “desenterrar mortos” ao falar sobre a possibilidade de recontagem de vítimas pelo Ministério da Saúde. Carlos também afirmou que foram identificadas fraudes em dados de alguns estados e municípios, sem citar quais locais seriam.

"Temos uma equipe de inteligência no ministério. Essa equipe encontrou indícios de que alguns municípios e estados estão inflacionando os dados para receber benefícios federais, isso é lamentável", declarou.

Wizard também defendia o uso da cloroquina para o combate ao coronavírus. Sua nomeação para chefiar a Secretaria de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos do Ministério da Saúde era prevista para esta segunda-feira.

Leia, na íntegra, o comunicado de Carlos Wizard

Informo que hoje (7/junho) deixo de atuar como Conselheiro do Ministério da Saúde, na condição pro bono. Além disso, recebi o convite para assumir a Secretaria de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos da pasta. Agradeço ao ministro Eduardo Pazuello pela confiança, porém decidi não aceitar para continuar me dedicando de forma solidária e independente aos trabalhos sociais que iniciei em 2018 em Roraima.

Peço desculpas por qualquer ato ou declaração de minha autoria que tenha sido interpretada como desrespeito aos familiares das vítimas da Covid-19 ou profissionais de saúde que assumiram a nobre missão de salvar vidas.

Carlos Wizard Martins


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade