Publicidade

Estado de Minas POLÊMICA

Em resposta a Bolsonaro, Globo interrompe novela e divulga balanço da COVID-19 em plantão

William Bonner foi o responsável por anunciar 1.005 óbitos entre quinta e sexta-feira durante plantão da emissora


postado em 05/06/2020 22:59 / atualizado em 06/06/2020 09:36

William Bonner foi o responsável por anunciar 1.005 óbitos entre quinta e sexta-feira durante plantão da emissora(foto: Reprodução TV Globo)
William Bonner foi o responsável por anunciar 1.005 óbitos entre quinta e sexta-feira durante plantão da emissora (foto: Reprodução TV Globo)
Pela primeira vez nessa pandemia do novo coronavírus, a TV Globo usou o plantão, com sua tradicional vinheta, para divulgar o balanço dos números da Covid-19 no Brasil. Como o Ministério da Saúde atrasou pelo terceiro dia seguido o anúncio dos casos registrados nas últimas 24h - o horário-padrão era 19h -, a emissora não conseguiu atualizar os dados para seus telespectadores no Jornal Nacional.

A utilização do plantão durante a exibição da novela Fina Estampa foi uma clara resposta da emissora ao presidente Jair Bolsonaro, que, nesta sexta-feira, ironizou o fato de a TV Globo não conseguir mais noticiar as mortes da COVID-19 no Jornal Nacional.

Bolsonaro chegou a se referir à Globo como TV Funerária. “Não vamos é correr às 6 da tarde para atender a Globo, a ‘TV Funerária’. Não tem cabimento isso. Consolida com clareza (os números), com precisão, a data certinho”, declarou.

O presidente não quis confirmar se partiu dele o pedido ao Ministério da Saúde para atrasar a divulgação dos dados nacionais. O fato é que, durante grande parte da pandemia do coronavírus, quando Luiz Henrique Mandetta era o ministro da Saúde, o boletim era divulgado às 17h. 
 
“Não interessa de quem partiu (a ordem para atrasar a divulgação). Acho que é justo ser 10h da noite, tendo um dado completamente consolidado. Ninguém tem que correr para atender a Globo”, reforçou Bolsonaro.

Nota da Globo

Durante a jornal Nacional, a TV Globo divulgou uma nota em resposta a Bolsonaro. “O público saberá julgar se o governo agia certo antes ou se age certo agora. Saberá se age com motivação técnica, como alega, ou se age movido por propósitos que não pode confessar mais claramente. Os expectadores da Globo podem ter certeza de uma coisa: de que serão informados sobre os números tão logo sejam anunciados, porque o jornalismo da Globo corre sempre para atender o seu público”.

No telejornal, o apresentador William Bonner ainda prometeu ao público que os dados oficiais do governo seriam divulgados tão logo fossem anunciados, independentemente do horário. Às 21h45, ao informar o boletim, ele reforçou a promessa feita. “Nós dissemos que vocês teriam esses números assim que eles fossem anunciados. E estamos aqui cumprindo o que nós dissemos", afirmou o apresentador.

Compartilhe no Facebook
*Apenas para assinantes do Estado de Minas

Publicidade