Publicidade

Estado de Minas "IMUNDÍCIE E COMUNISMO"

Bolsonaro escuta discurso religioso e fala de Enem na porta do Alvorada

O presidente Jair Bolsonaro desceu do carro que o levava ao Palácio do Planalto para escutar e falar com apoiadores. Foi embora sem dar entrevistas à imprensa


postado em 20/05/2020 08:41 / atualizado em 20/05/2020 12:11

(foto: Reprodução/Facebook)
(foto: Reprodução/Facebook)

O presidente Jair Bolsonaro ( sem partido) começou o dia de trabalho, ao deixar o Palácio da Alvorada, residência oficial da Presdência da República, em direção ao Palácio do Planalto, ouvindo o sermão de um homem vestido com um clérgima, roupa clerical usada por pastores e padres, com forte sotaque estrangeiro.

"Que Deus ajude o Brasil a salvar-se da imundície e do comunismo", defendeu o religioso, que além  do discurso de repúdio ao comunismo, também recriminou a prática do aborto, a chamada ideologia de gênero, entre outros os princípios do glossário bolsonarista.

 

Bolsonaro assistiu ao discurso, falou com outros apoiadores. Uma mulher que se apresentou como arquiteta e urbanista citou a educação, dando a deixa para que o presidente defendesse a manutenção da data para a realização das provas do Enem.

 

"Temos que ouvir quem vai fazer (proposta já defendida pelo ministro da Educação) e esperar mais um pouquinho, é a minha opinião", disse o presidente.

 

Na noite dessa terça-feira, o Senado aprovou projeto adiando realização do Enem

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade