Publicidade

Estado de Minas

Carreata pró-Bolsonaro se concentra em frente ao Congresso

Apoiadores do presidente da República protestam principalmente contra o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ). Moro também é alvo de críticas


postado em 26/04/2020 13:39

(foto: Ana Rayssa/CB/D.A Press )
(foto: Ana Rayssa/CB/D.A Press )
Apoiadores do presidente Jair Bolsonaro ocupam a Esplanada dos Ministérios desde a manhã deste domingo (26/4) para fazer um protesto a favor do mandatário brasileiro e contra o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), acusado há algumas semanas pelo próprio Bolsonaro de tramar um golpe para retirá-lo do poder.
Como comum nas manifestações bolsonaristas, os participantes fazem uma carreata pela área central de Brasília. De acordo com os organizadores, pelo menos 3 mil veículos e 10 mil pessoas compareceram ao protesto até as 12h. O ato, batizado de Marcha para Brasília, espera receber apoiadores do presidente da República de todas as regiões do país. A intenção dos manifestantes é montar acampamento em frente ao Congresso até o próximo domingo (3/5), quando um novo protesto deve ser realizado.

Os protestantes utilizam carros de som para reproduzir discursos de Bolsonaro e para os anúncios de líderes do movimento. A maioria dos participantes pedem a saída de Maia da presidência da Câmara e também quer o afastamento do presidente do Senado e do Congresso Nacional, Davi Alcolumbre (DEM-AP).

Ex-ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro também foi alvo de críticas. Os apoiadores de Bolsonaro o acusam de traição por ter deixado o governo federal na última sexta-feira (24/4), quando revelou que o presidente da República já quis interferir em investigações da Polícia Federal e que ele gostaria de nomear um novo diretor-geral para a corporação a fim de ter mais acesso a inquéritos em aberto na PF.

Um dos responsáveis pelo ato deste domingo, o comandante Winston Lima, do Bloco Movimento Brasil, comentou que a manifestação tem como objetivo "demonstrar a todos os brasileiros e ao mundo que o povo está fechado com o Bolsonaro". "Ele merece ter todo o nosso apoio, sobretudo em um momento tão delicado para o país e em que ele foi covardemente traído por um dos seus principais aliados", disse.

Devido à carreata, a Polícia Militar do DF interditou alguns trechos da Esplanada para impedir o acesso dos manifestantes. Os participantes que seguem na via S1, sentido Congresso, são instruídos a fazer o retorno na Avenida das Bandeiras. Eles não podem descer em direção ao Supremo Tribunal Federal (STF) e nem se aglomerar em frente ao Palácio do Planalto.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade