Publicidade

Estado de Minas POLÍTICA

Morre Ibsen pinheiro, presidente da Câmara durante impeachment de Collor


postado em 25/01/2020 09:46

Faleceu nesta sexta-feira, 24, o deputado Ibsen Pinheiro (MDB-RS), responsável por conduzir a Câmara dos Deputados em um dos períodos mais turbulentos da República após a redemocratização. Aos 84 anos, Ibsen sofreu uma parada cardiorrespiratória enquanto era atendido no Hospital Dom Vicente Scherer, em Porto Alegre.

Na Câmara, Ibsen foi responsável por abrir o processo de impeachment que destituiu Fernando Collor do Planalto, em 1992. Formado como jornalista, ele também exerceu carreira na área do Direito, como advogado, procurador de Justiça e promotor. Na política, foi do cargo de verador a deputado constitucionalista.

Como chefe da Câmara, exerceu interinamente a Presidência da República em ao menos duas ocasiões. Ibsen exerceu mandato como deputado estadual no Rio Grande do Sul até a última legislatura, que se encerrou em 2018.

"A perda desse grande companheiro - uma das mentes mais brilhantes da política - deixa um vazio no coração do MDB de todo o Rio Grande do Sul e do Brasil", escreveu, em nota, o MDB gaúcho.

O governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB), decretou luto oficial no Estado por três dias. Atual presidente da Câmara, o deputado federal Rodrigo Maia (DEM-RJ) também lamentou a morte.

"Ele presidiu a Casa com muita seriedade, num dos momentos mais importantes da democracia brasileira", escreveu Maia. "Ibsen foi um exemplo para mim, tive a oportunidade de conviver e aprender muito com ele. Perdemos um homem público diferenciado."


Publicidade