Publicidade

Estado de Minas POLÍTICA

Bancada da bala na Câmara sugere implementar juiz de garantias em cinco anos

Frente Parlamentar da Segurança Pública defende excluir as comarcas de um só juiz


postado em 27/12/2019 15:13

Capitão Augusto é o coordenador da bancada(foto: Cleia Viana/Câmara dos Deputados)
Capitão Augusto é o coordenador da bancada (foto: Cleia Viana/Câmara dos Deputados)
Incomodados com a sanção do presidente Jair Bolsonaro ao chamado juiz de garantias, a bancada da bala na Câmara vai propor uma transição no Judiciário para implementar as mudanças gradualmente em cinco anos.


"Até o presidente (Bolsonaro) está sentindo a pressão, ele que é o rei das redes sociais, porque viu que não tem como implementar isso", disse o coordenador da bancada, Capitão Augusto (PL-SP), ao Broadcast Político.

De acordo com lei aprovada pelo Congresso e sancionada por Bolsonaro na última quarta-feira, 24, um juiz deverá conduzir a investigação criminal, em relação às medidas necessárias para o andamento do caso até o recebimento da denúncia, e outro magistrado ficará com o julgamento do processo.

O grupo considera apresentar a sugestão por meio de outro projeto de lei no Congresso ou propor a regulamentação ao Conselho Nacional de Justiça (CNJ). Mas tudo dependerá do convencimento político, afirmou o deputado.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade