Publicidade

Estado de Minas POLÍTICA

Moro sugere a presidente da OAB que abandone postura de militante político-partidário

Indagado sobre a possibilidade de algum integrante da família Bolsonaro ter envolvimento no caso Marielle Franco, Felipe Santa Cruz respondeu: 'Não duvido'


postado em 11/12/2019 16:47 / atualizado em 11/12/2019 18:02

Ministro da Justiça e Segurança Pública, Moro defendeu Bolsonaro e os eleitores do presidente(foto: Sérgio Lima/AFP)
Ministro da Justiça e Segurança Pública, Moro defendeu Bolsonaro e os eleitores do presidente (foto: Sérgio Lima/AFP)
O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, disse nesta quarta-feira, 11, que "terá prazer" em receber o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), mas sugeriu a Felipe Santa Cruz que "abandone a postura de militante político-partidário". Moro também saiu em defesa do presidente Jair Bolsonaro. Ele recomendou ao líder da OAB que pare de fazer "ofensas ao PR e a seus eleitores".

Moro se referiu a declarações de Santa Cruz que, durante café da manhã com jornalistas, nesta quarta-feira, respondeu após ser indagado sobre a possibilidade de algum integrante da família Bolsonaro ter envolvimento no caso Marielle Franco: "Não duvido".

O presidente da Ordem também disse que não consegue ser recebido no Ministério de Moro. "Não tem diálogo nenhum. Nem na ditadura isso acontecia."

"Tenho grande respeito pela OAB, por sua história, e pela advocacia. Reclama o Presidente da OAB que não é recebido no MJSP. Terei prazer em recebê-lo tão logo abandone a postura de militante político-partidário e as ofensas ao PR e a seus eleitores", disse Moro no Twitter.


Publicidade