Publicidade

Estado de Minas

Após anunciar saída do PSL, Bolsonaro tira foto com aliados que vão para novo partido

Deputados esperam conseguir criar a legenda a tempo de disputar as eleições municipais de 2020. Parlamentares pretendem continuar no PSL até que o novo partido seja oficializado.


postado em 12/11/2019 19:02 / atualizado em 12/11/2019 19:41

(foto: Divulgação/Carlos Jordy)
(foto: Divulgação/Carlos Jordy)

Após a reunião na tarde desta terça-feira (12), em que o presidente Jair Bolsonaro anunciou a criação de um novo partido, 34 parlamentares apoiadores se juntaram para uma foto. 

 

O deputado Carlos Jordy (PSL) postou a foto em suas redes sociais com a legenda "Aliança Pelo Brasil", indicando que os parlamentares farão parte do partido que Bolsonaro pretende criar. 

 

"Acabamos de sair da reunão com o presidente Bolsonaro. Saímos muito motivados e cheios de gás para o novo caminho. Confirmada sua saída do PSL. Vamos juntos numa Aliança pelo Brasil. Não teremos filiados, teremos aliados", disse o deputado. 

 

Filho do presidente, o deputado Eduardo Bolsonaro (PSL) afirmou em suas redes sociais que a intenção do grupo é manter a onda conservadora de 2018 que elegeu Bolsonaro. "Na Aliança pelo Brasil teremos solidez em nossos princípios conservadores atuando em defesa dos valores familiares e cristãos, sem amarras da velha política", disse Eduardo. 

 

A deputada Bia Kicis (PSL-DF) disse esperar que Bolsonaro presida o novo partido. Segundo ela, a primeira convenção da sigla será realizada em 21 de novembro. Ainda de acordo com ela, o senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ) sairá de imediato do partido. 

O deputado Daniel Silveira (PSL-RJ) afirmou que a ideia dos deputados é permanecer no PSL até que a criação da nova legenda seja formalizada. 

 

 

 


Publicidade