Publicidade

Estado de Minas SUCESSÃO MUNICIPAL

Avante confirma Janones

Nome do deputado federal é aprovado pelo partido como pré-candidato à Prefeitura de BH, mas ele disse que vai percorrer o interior primeiro para saber se sua campanha é viável


postado em 20/10/2019 04:00


Deputado federal em primeiro mandato, o advogado André Janones teve o nome aprovado ontem como pré-candidato do Avante a prefeito de Belo Horizonte nas eleições do ano que vem. O encontro entre filiados e direção da legenda foi realizado na Câmara Municipal da capital. Terceiro candidato mais votado para a Câmara em 2018, o parlamentar adota tom de cautela: antes de entrar na disputa, disse que quer percorrer o interior do estado para ouvir a opinião dos eleitores que o levaram para Brasília.
 
“Antes de confirmar minha candidatura, ela ainda tem que ser mais estudada com as bases, com o interior. Se eu não tiver o aval do meu eleitor, não vou ser candidato, pois pode parecer traição”, avalia Janones. Nascido em Ituiutaba, a 100 quilômetros de Uberlândia, no Triângulo Mineiro, o deputado justifica por que estaria disposto a disputar a prefeitura da capital e não em sua região: “O trabalho que você faz na capital acaba inspirando pessoas em todo o estado, e o contrário não é verdadeiro. Pensando em novo modelo de fazer política, é dificil acreditar que trabalho realizado no interior atinja o estado todo.”
 
Até o momento, já sinalizaram que vão participar da disputa o prefeito Alexandre Kalil (PSD) – que declarou tentar a reeleição –, o deputado estadual João Vitor Xavier (Cidadania), a secretária-adjunta de estado de Planejamento e Gestão, Luísa Barreto (PSDB), e o deputado estadual Mauro Tramonte (PRB). Outros nomes figuram como possibilidades, como o vereador Mateus Simões (Novo) e o deputado estadual Bruno Engler (PSL).
 
Questionado sobre a disputa com Kalil, possivelmente seu maior adversário nas eleições, Janones evita polemizar. Diz que não tem medo de perder as eleições e admira a gestão e autenticidade do prefeito. “A administração (de Kalil) deixa a desejar e a alta popularidade dele é menos pelo trabalho realizado em BH e mais pela autenticidade. As pessoas que votaram nele só por ser autêntico vão ter mais de uma proposta de governo e uma outra pessoa autêntica para votar”, afirma.

PT TEM NOVO PRESIDENTE

O deputado estadual Cristiano da Silveira foi eleito ontem presidente do PT em Minas, durante congresso estadual da legenda. Ele venceu a disputa com cerca de 80% dos votos dos mais de 300 delegados. Das 11 chapas inscritas, uma não compareceu ao evento – o grupo que lançou a candidatura da deputada estadual Beatriz Cerqueira – e outras sete retiraram a candidatura. Além de Cristiano Silveira, disputaram o cargo a professora Sumara Ribeiro e o estudante João Paulo Furtado.
 
Caberá à direção nacional do PT definir a data de posse da nova direção, que terá mandato de quatro anos. No comando do PT, Cristiano Silveira afirmou que terá pela frente a missão de lançar o maior número possível de candidatos a prefeito pelo estado, incluindo BH, e chapas completas de vereador. "O PT tem papel fundamental na construção de alternativas consistentes para o país e o estado. Somos um partido militante, de base social popular", afirmou.


Publicidade