Publicidade

Estado de Minas

Marcos Valério é transferido para cumprir regime semiaberto em Ribeirão das Neves

Na nova fase do cumprimento da pena de 37 anos, resultado do envolvimento no mensalão, Valério terá a possibilidade de sair para trabalhar ao longo da semana


postado em 07/09/2019 16:03 / atualizado em 07/09/2019 16:26

(foto: Euler Junior/EM/D.A Press)
(foto: Euler Junior/EM/D.A Press)

Condenado na Ação Penal 470, que ficou conhecida do mensalão, o seu principal operador, Marcos Valério já está no regime semiaberto, matriculado na unidade III do Complexo Penitenciário de Parceria Pública Privada de Ribeirão das Neves.

Agora, Marcos Valerio gozará de saída do complexo penitenciário durante o dia para o exercício de atividades licitas, recolhimento noturno e nos fins de semana, além de direito a saidas temporárias de 05 vezes ao ano, com duração cada de 07 dias.


O empresário Marcos Valério foi transferido na noite dessa sexta-feira da penitenciária Nelson Hungria, em Contagem, para o Complexo Penitenciário de Parceria Público Privada, em Ribeirão das Neves. A medida foi após ele ter mudado o regime de prisão de fechado para semiaberto, como determinou a Justiça.

Na nova fase do cumprimento da pena de 37 anos, resultado do envolvimento no mensalão, Valério terá a possibilidade de sair para trabalhar ao longo da semana. Contudo, a noite e aos fins de semana ele deve permanecer na unidade de prisão. 


Marcos Valério cumpre pena desde de 2013. Ele foi condenado pelos crimes de peculatocorrupção ativa e evasão de divisas e lavagem de dinheiro. Ele cumpre pena desde 2013. A mudança no regime foi autorizada pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Roberto Barroso, e a transferência determinada pelo juiz Wagner Cavalieri.


Publicidade