Publicidade

Estado de Minas

381 e 262 em obras: mapa, cronograma e previsão de pedágios

De acordo com o plano apresentado pela ANTT, a obra na rodovia mais perigosa de Minas só será concluída em 2040


postado em 03/08/2019 06:00 / atualizado em 03/08/2019 08:32

 

A cobrança de pedágio nas BR-381 e BR-262 começará a partir de outubro de 2021 – 12 meses após a empresa assumir a gestão das rodovias.

Entre Belo Horizonte e Governador Valadares serão instaladas cinco praças de pedágio e o custo para um motorista de veículo de passeio transitar (considerando que as pistas atualmente não estão duplicadas) pelo trecho será aproximadamente de R$ 43. 

Para evitar que o pedágio previsto – de R$ 8,54 para pista simples e R$ 11,10 para pista duplicada – seja maior, a Agência Nacional de Transporte Terrestres (ANTT) apresentou um cronograma estendido para a conclusão de obras nas estradas, que vai até 2040.

As regras do edital de concessão apresentadas em audiência pública nessa sexta-feira (2) determinam que a empresa que assumir a administração da estrada terá que cumprir dois ciclos de investimentos em obras da duplicação da via.


O primeiro será entre a capital e o município de Belo Oriente, até 2029, e o segundo vai até Valadares, até o 20º ano da concessão, ou seja, duas décadas depois de assumir o trecho.


 

 

 


Publicidade