Publicidade

Estado de Minas POLÍTICA

Moro: Operação Lava-Jato ainda prossegue, nós temos de preservá-la

Ministro disse que, nas últimas três semanas, tem sofrido vários ataques, em uma referência ao vazamento de conversas atribuídas a ele e a membros do Ministério Público


postado em 28/06/2019 15:53 / atualizado em 28/06/2019 17:22

(foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)
(foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)

O ministro da Justiça, Sergio Moro, disse nesta sexta-feira, 28, que a operação Lava-Jato ainda prossegue e é alvo de ataques. "Nós temos de preservá-la", afirmou, após receber a Ordem do Ipiranga, maior honraria do Estado de São Paulo, no Palácio dos Bandeirantes.

De acordo com o ministro, nas últimas três semanas ele tem sofrido vários ataques, em um referência ao vazamento de conversas atribuídas a ele e a membros da Lava-Jato. "Há um certo revanchismo que às vezes aparece", disse.

O ministro e ex-juiz voltou a afirmar que as "invasões criminosas" de celulares estão sendo investigadas. "A Polícia Federal deve chegar aos responsáveis", disse.

O ministro agradeceu também o apoio que diz estar recebendo do presidente Jair Bolsonaro. "Desde o início deste falso escândalo, a meu ver, presidente tem prestado apoio", disse.

Ao agradecer a esposa Rosângela, presente no evento, ele disse que ela o tem apoiado, principalmente nos últimos cinco anos. "(Este período) Não tem sido muito fácil", afirmou, arrancando risos da plateia, composta por secretários, apoiadores do ex-juiz e convidados especiais do governador paulista, João Doria (PSDB). "A operação Lava-Jato foi alvo de ataques morais, baseados às vezes em incompreensões."


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade